X

Notícias

7 motivos por que não faz sentido dizer que “estragaram” os Caça-Fantasmas

Entretenimento
-
18/07/2016 21:21
Legenda da foto

Desde o início das gravações do novo “Caça-Fantasmas”, desta vez com quatro protagonistas mulheres, começou nas redes sociais um mimimi de dar vergonha.

O diretor Paul Feig disse em entravista a uma rede de jornal (Uol), que nunca viu tantos comentários ridículos sobre a escalação das atrizes Melissa McCarthy, Kristen Wiig, Kate McKinnon e Leslie Jones para os papéis que originalmente eram de Bill Murray, Dan Aykroyd, Harold Ramis e Ernie Hudson. E olha que nem são os mesmos personagens…

caça fantasmas 03

O mais engraçado, no entanto, é o tratamento de grande obra da cultura pop oitentista que os filmes originais têm recebido, como se a escalação de mulheres fosse uma heresia. Mas será que os longas originais eram mesmo tudo isso?

Um dos mimimins que estão circulando por aí diz que “não importa o que Hollywood diga, os verdadeiros Caça-Fantasmas sempre serão esses caras”.

Então, pode até ser que o novo filme seja ruim, mas os primeiros também não eram grande coisa, e não adianta dizer que “estragaram” os Caça-Fantasmas. Veja aqui algumas razões:

1. É HOLLYWOOD QUEM MANDA

Em primeiro lugar, importa sim o que Hollywood diz, porque foi Hollywood quem criou a marca Caça-Fantasmas e eles fazem com ela o que bem entenderem. Se o público vai gostar ou não, aí é outra história, mas os donos da história são os roteiristas de Hollywood.

2. SÉRIO…

Não existem “verdadeiros Caça-Fantasmas”, tampouco existem fantasmas, criptonita ou mutantes. E os atores de “Game of Thrones” estão todos vivos, viu?

caça fantasmas 04

3. SESSÃO DA TARDE #FAIL

“Caça-Fantasmas”, o original, era uma comédia bem meia-boca que só gostávamos muito porque tinha o desenho e éramos crianças. Era filme de “Sessão da Tarde” e, se formos comparar com outras produções que passavam no horário, como “Curtindo a Vida Adoidado”, “A Hora do Espanto”, “ET” e “Goonies”, “Caça-Fantasmas” dá vontade de chorar.

4. ÍCONES

“Caça-Fantasmas” não é nem nunca foi um “Star Wars” ou um “James Bond” em termos de iconografia. Tem os feixes de prótons, que nunca vi ninguém carregando um nas costas — exceto em eventos geek como a Comic Con. Aí vai e compara com os sabres de luz dos Jedi… Não dá, né? O único elemento icônico deste filme é o Ecto-1, que é muito legal, mas, perto dos carros do 007 e das naves do Império, é brinquedo de criança.

5. PERSONAGENS INSUPORTÁVEIS

Vamos pegar o Geleia, por exemplo. Uma gosma verde, que parece catarro, que fica querendo te abraçar o tempo todo, te lambuza e que tem uma voz horrorosa. É o personagem mais insuportável do mundo, mais até do que Snarf dos Thundercats, que parece uma velha reclamona. E o Stay Puft? O maior pesadelo do maior cientista do filme é um monstro de marshmallow?

6. FALHA NO TERROR E NA COMÉDIA

“Caça-Fantasmas”, apesar do nome, é para ser uma comédia. Mas não faz rir nem dá medo. Ou seja, não é um filme sério de terror, como “O Exorcista” ou “Invocação do Mal”, nem uma comédia deslavada como “Aperte os Cintos, o Piloto Sumiu” ou “Loucademia de Polícia”

7. VÊ SE CRESCE

Se você tem idade para ser saudosista com “Caça-Fantasmas”, isso significa que você tem mais ou menos a idade do autor dessa lista, que neste ano fez 40 anos! Precisa explicar mais alguma coisa?

Uol/ Fronteira Online