X

Notícias

Bancária de Realeza, pode ter sido vítima de extorsão, diz polícia

Notícias, Policial
-
14/10/2017 13:39

Nos últimos meses a mulher teria feito retirada de valores que ultrapassam o milhão de reais

Foto: Reprodução
Legenda da foto

A Polícia Civil de Ampére, continua trabalhando nas investigações do caso da bancária de Realeza Vanda Salete Crestani Cantelle, de 50 anos, que desapareceu na segunda-feira, 09, após sair do trabalho e não ser mais localizada.

Vanda saiu de casa com o carro da família, um Honda Civic, o qual foi encontrado queimado no dia seguinte em Ampére. No banco de trás do carro foram encontrados partes de um corpo completamente queimado, que pode ser da mulher.

De acordo com informações do delegado Fernando Zamoner, repassadas à equipe de jornalismo da Rádio Ampére, “O trabalho segue sendo realizado pelas equipes de Ampére, Realeza, Francisco Beltrão, com apoio do grupo TIGRE de Curitiba e todas as informações que chegaram até o momento foram checadas”. Segundo o delegado algumas pessoas também já foram ouvidas.

O delegado confirmou também que nenhuma hipótese pode ser descartada, no entanto, ele revelou que um bilhete foi encontrado na casa da vítima, sendo que o teor da mensagem leva a crer que a bancária estaria sofrendo extorsão. Essa é mais uma hipótese que está sendo apurada pela polícia.

Outra informação repassada pelo delegado a equipe de reportagem é que Vanda teria se apropriado de um valor significativo em dinheiro, cerca de R$ 527 mil de propriedade do banco, e mais R$ 700 mil de uma conta da família. Os valores foram retirados aos poucos ao longo dos últimos três meses.

Ainda de acordo com as informações, se trata de um crime complexo, o delegado solicita que qualquer informação que possa ajudar a esclarecer o caso deve ser repassada na delegacia de Ampére, pelo (46) 3547-1321 ou na delegacia de Realeza (46) 3543-1272.

A polícia garante o sigilo das informações

Rádio Ampére/ Fronteira Online