X

Notícias

Beneficiário do Bolsa Família doou R$ 75 milhões para campanha, diz TCU

Notícias, Política
-
18/10/2016 10:00

Levantamento vê indícios de irregularidade em parte das doações, segundo TSE, casos suspeitos foram enviados ao Ministério Público

Legenda da foto

Um levantamento do Tribunal de Contas da Uniãox (TCU) com base em dados do Tribunal Superior Eleitoralx (TSE) aponta que um beneficiário do Programa Bolsa Família doou R$ 75 milhões para uma campanha eleitoral deste ano. As identidades desse doador e do candidato não foram divulgadas.

Esse é um dos casos de possíveis irregularidades apontados no levantamento feito pelo TCU, que levou em conta as prestações de contas dos candidatos e dados do TSE.

O levantamento mostrou que R$ 1,041 bilhão das receitas e despesas das campanhas eleitorais de 2016 tem possíveis irregularidades. O valor representa pouco menos que os R$ 2,615 bilhões arrecadados por candidatos e partidos neste ano.

(Correção: inicialmente, o TSE informou que havia suspeita de irregularidades em prestações de contas que somavam R$ 1,41 bilhão e que o montante arrecadado por candidatos e partidos era de R$ 2,23 bilhões. Mais tarde, corrigiu para R$ 1,041 bilhão e para R$ 2,615 bilhões, respectivamente. O texto foi corrigido às 20h54).

De acordo com o TSE, há, entre os doadores, 290 falecidos.Outra suspeita apontada pelo tribunal está na doação de R$ 50 milhões por uma pessoa que não tinha renda compatível e a de um prefeito que doou R$ 60 milhões para o seu diretório municipal.

Os casos suspeitos incluem ainda uma agência de publicidade com apenas dois funcionários e que foi contratada por R$ 219 mil e outra empresa de produção, que tem entre os seus sócios um beneficiário do Bolsa Famíliax, que recebeu R$ 3,57 milhões.

As informações são resultado da parceria entre o TSE e diversos órgãos públicos para fiscalizar a prestação de contas dos candidatos.

Segundo o TSE, os casos suspeitos foram encaminhados ao Ministério Público Eleitoral (MPE). Já as suspeitas envolvendo beneficiários do Programa Bolsa Família também foram compartilhadas com o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS).

G1/ Fronteira Online