X

Notícias

Cabezón quente: 2º mais indisciplinado da Série B, D’Ale está próximo de 4ª suspensão

Esportes, Nacional
-
05/10/2017 09:01

Capitão do Inter já levou 11 amarelos em 22 partidas pela competição, média de um cartão a cada dois jogos. Apenas Zé Antônio, do Figueirense, acumula mais advertências

D'Alessandro recebeu mais um amarelo na Série B contra o Paraná (Foto: Ricardo Duarte/Internacional/Divulgação)
Legenda da foto

D’Alessandro segue fundamental ao Inter. Seus passes e gols ainda empurram o time às vitórias. Até por isso, a postura em campo é um fator de preocupação. Afinal, o capitão mantém a rotina de receber cartões corriqueiramente. Tanto que já está pendurado novamente com dois amarelos, perto de levar a quarta suspensão na Série B.

Em 22 participações pela competição, o camisa 10 já acumula 11 cartões amarelos, o que dá uma média de um a cada dois jogos. Apenas Zé Antônio, volante do Figueirense, com 13 advertências (11 amarelos e dois vermelhos), ostenta um cartel com mais punições.

Na derrota por 1 a 0 para o Paraná na noite da última terça-feira, na Arena da Baixada, lá foi o capitão bater ponto atrás de seu cartão amarelo. Com apenas 31 minutos de jogo, acabou punido após se desentender com Gabriel Dias – o adversário também recebeu cartão. A postura de D’Ale diante dos rivais, aliás, suscitou ironias na página oficial do clube paranaense no Twitter. Na primeira vez, alertou o árbitro para não deixar “o argentino que joga no meio-campo deles apitar”. E a brincadeira seguiu

Dos 10 jogadores mais indisciplinados da Série B (veja na tabela abaixo), o único que não tem como principal atribuição a marcação é justamente D’Alessandro. No Colorado, isso se repete. Rodrigo Dourado (oito) e Víctor Cuesta e Uendel (seis), seus perseguidores na “disputa”, são defensores.

Há um agravante. Em determinados momentos, quando o Inter é atacado, Guto Ferreira deixa o meia livre das tarefas de recomposição, apesar de também voltar. Fica como o jogador mais avançado, com Eduardo Sasha, William Pottker e até mesmo Leandro Damião recuados.

Mas é o bate-boca que tem minado o capitão. Dos 11 amarelos, apenas quatro decorreram de faltas. Todos os outros saíram em reclamações com a arbitragem ou discussões com os adversários, como na última terça. As punições do gringo rivalizam, inclusive, com sua contribuição ofensiva. Precisa somar suas nove assistências e cinco gols para superar as punições.

Os mais indisciplinados da Série B

JogadorClubePosiçãoPartidasCartõesAmarelosVermelhos
Zé AntônioFigueirenseVolante1913112
D’AlessandroInterMeia221111
Gastón FilgueiraVila NovaLateral-esquerdo241111
PeryPaysanduLateral-esquerdo211091
Gabriel DiasParanáVolante221091
EvaldoBrasil de PelotasZagueiro17972
LucasJuventudeVolante23981
PabloLuverdenseZagueiro2299
João AfonsoBrasil de PelotasVolante2499
RaulCearáVolante2388

No quadro da temporada, nada é alterado. D’Ale segue disparado como o mais indisciplinado do time. Não foi expulso, é verdade. Porém, acumula 18 amarelos em 42 jogos, o que dá uma média de 0,42 por partida. Dourado tem 13 em 48 partidas, e Cuesta, 10, em 33.

A proliferação de cartões reverbera também no rendimento do time. Na Série B, quando está em campo, o desempenho é de 66% (13 vitórias, cinco empates e quatro derrotas). Em sua ausência, cai para 55% (três triunfos, uma igualdade e dois reveses), o que alijaria o Inter do G-4.

Os colorados torcem para que D’Ale se conscientize e conteste menos. Na próxima segunda, estará em campo para liderar a equipe em busca da recuperação. A partir das 20h, o Inter recebe o Brasil de Pelotas no Beira-Rio. Atualmente, os comandados de Guto lideram a Série B com 54 pontos.

GE