X

Notícias

Condutor embriagado invade creche e deixa 8 crianças feridas em Chapecó

Notícias, Policial
-
25/04/2018 09:30

Caso ocorreu na tarde desta terça. Segundo a PM, motorista estava embriagado

Foto: Reprodução G1
Legenda da foto

Uma caminhonete invadiu uma creche em Chapecó, no Oeste catarinense, na tarde desta terça-feira, 24, e deixou pelo menos oito crianças feridas, sendo duas em estado grave. Todas foram levadas para o hospital. Conforme a Polícia Militar, o motorista estava embriagado.

A escola atende crianças de 4 a 5 anos. O caso ocorreu por volta das 16h35 no Centro de Educação Infantil Municipal (Ceim) Pequenos Heróis, na Rua Quilombo, bairro Efapi. A prefeitura informou que, no momento no acidente, estavam no local 24 alunos e uma professora.

Seis das crianças que ficaram feridas precisaram ser levadas ao hospital. Elas foram encaminhadas ao Hospital Materno Infantil de Chapecó pelos bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

As duas que tiveram ferimentos graves têm 5 anos e foram transferidas para o Hospital Regional do Oeste, em Chapecó. O hospital disse que até 20h desta terça as crianças estavam internadas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e tinham quadro estável. Os pacientes são uma menina e um menino, este com traumatismo craniano.

As outras quatro crianças que ficaram no Hospital Materno Infantil estavam internadas até 20h desta sexta sob observação, segundo boletim médico divulgado pela Prefeitura de Chapecó.

A PM informou que o motorista perdeu o controle da caminhonete. Foi feito o teste do bafômetro, que acusou embriaguez. O condutor foi retirado do local para evitar que fosse agredido por moradores. Ele teve escoriações com a batida e foi levado à Central de Plantão Policial de Chapecó.

A identidade do motorista não foi informada pela PM ou Central de Plantão Policial. A Polícia Civil informou na noite desta terça que ele será levado ao Presídio Regional de Chapecó.

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (PSB), e a secretária Municipal de Educação, Sandra Maria Galera, foram ao local para acompanhar os desdobramentos do acidente. A prefeitura determinou aos setores de administração municipais que prestem a assistência necessária às crianças e respectivas famílias.

G1