X

Notícias

Conmebol trata River x Boca como confirmado e cobra punição a autores de atentado a ônibus

Esportes
-
25/11/2018 12:27

Presidente da entidade usa rede social para se manifestar, diz que ato não pode ficar impune e promete "esforço dobrado" para garantir segurança do jogo deste domingo

— Foto: REUTERS/Agustin Marcarian
Legenda da foto

Após um dia conturbado, que culminou no adiamento da decisão entre River e Boca neste sábado, a Conmebol se manifestou de forma oficial através de seu presidente. Alejandro Domínguez usou uma rede social para condenar o atentado ao ônibus xeneize, que deixou atletas feridos e levou ao mal-estar de boa parte do elenco. Apesar de o Monumental ter sido interditado, o dirigente tratou a partida como confirmada para a tarde deste domingo, às 18h (de Brasília). O SporTV transmite ao vivo, e o GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real.

Un día triste para el fútbol sudamericano. CONMEBOL se solidariza con los jugadores, sus familias y todos los afectados.

Lo que debió ser un encuentro deportivo para vivir, disfrutar y compartir lo mejor del fútbol sudamericano se convirtió en una vergüenza.

O mandatário apontou se tratar de “um dia triste” para o futebol sul-americano, criticando o comportamento dos torcedores que atingiram o ônibus do Boca com pedras e outros objetos. Domínguez cobrou punição aos autores dos atos violentos do lado de fora do Monumental:

– A Conmebol exige às autoridades competentes ação imediata e oferece toda a colaboração para identificar, capturar e levar à Justiça os responsáveis. Estes fatos não podem ficar impunes. Deve cair sobre os responsáveis todo o peso da lei e rejeição da sociedade – escreveu o presidente da Conmebol.

Clamando que o futebol sul-americano priorize esforços para combater a violência nos estádios do continente, Alejandro Domínguez pediu que as autoridades responsáveis façam um “esforço dobrado” para que a final deste domingo aconteça sem problemas para jogadores e torcedores.

“A Conmebol faz um pedido que neste domingo se viva uma final de paz, com respeito pelo rival e mostrando a melhor cara da América do Sul para o mundo”, disse.

O Monumental foi interditado pela Agência Governamental de Controle do Governo da Cidade de Buenos Aires por conta da superlotação e da obstrução de algumas saídas na confusão ocorrida neste sábado. Mas o River poderia regularizar a situação a tempo pagando uma multa – de valor não divulgado – à prefeitura.

Boca sem Pablo Pérez?
Mais cedo, em entrevista ao canal argentino “Fox Sports”, Domínguez afirmou ter um documento assinado por todas as partes para que River e Boca joguem neste domingo.

Horas depois, no entanto, surgiram rumores sobre as condições do volante Pablo Pérez. O capitão do Boca teve constatada uma úlcera na córnea do olho esquerdo por conta dos estilhaços de vidro do ônibus. Ele não teria como entrar em campo até se recuperar totalmente, e o prazo seria de seis dias.

Resta saber se o Boca concordará em jogar sem Pablo Pérez. Ainda há muito por vir…

Veja o comunicado na íntegra:
“Um dia triste para o futebol sul-americano. A Conmebol se solidariza com os jogadores, suas famílias e todos os afetados. O que devia ser um encontro esportivo para viver, desfrutar e compartilhar o melhor do futebol sul-americano se converteu numa vergonha.

A Conmebol condena os atos violentos e criminais que colocaram vidas em risco, atentaram contra o sustento de esportivas profissionais, afetaram a milhões de torcedores de bem e envergonharam o seu clube, o futebol, seu país e seu continente”.

Conmebol exige às autoridades competentes uma ação imediata e oferece toda a sua colaboração para identificar, capturar e processar os responsáveis. Esses fatos não podem ficar impunes. Aos responsáveis devem cair todo o peso da lei e a rejeição da sociedade.

A Conmebol faz um chamado para que neste domingo se viva uma final com paz, com respeito pelo rival e mostrando a melhor cara da América do Sul para o mundo. Convidamos todos os torcedores que compartilhem os valores do jogo limpo para se expressarem com a hashtag #SudamericaQuiereFútbolEnPaz.

Apelo a todos os atores do futebol sul-americano para que estabeleçam como prioridade e unamos esforços para identificar, entender e combater as causas e os atos de violência que a cada ano mancham nosso futebol”.

Globo Esporte