X

Notícias

Cruzeiro abre 3 a 0, mas Palmeiras reage e empata com sabor de “vitória”

Esportes, Nacional
-
29/06/2017 14:54

Raposa abre 3 a 0 no primeiro tempo, mas vê Verdão buscar reação fantástica na etapa complementar. Duelo decisivo será realizado no dia 26 de julho, no estádio do Mineirão

Cruzeiro foi muito superior no primeiro tempo (Foto: Marcos Ribolli)
Legenda da foto

Palmeiras e Cruzeiro na Copa do Brasil é sinônimo de jogão. Na noite desta quarta-feira, em São Paulo, na partida de ida das quartas de final da competição, não foi diferente. Depois de o time mineiro fazer um primeiro tempo exemplar e abrir 3 a 0 sobre o rival paulista, com gols de Thiago Neves, Robinho e Alisson, o Verdão voltou para etapa final determinado a reagir. E conquistou um importante empate por 3 a 3, com dois gols de Dudu e um de Willian. Imagina como vai ser a partida de volta.

No jogo de volta, em Belo Horizonte, no dia 26 de julho, às 21h45, quem vencer por qualquer placar fica com a vaga na semifinal. O Cruzeiro, por ter feito três gols como visitante, tem três empates a seu favor: 0 a 0, 1 a 1 e 2 a 2. Um novo 3 a 3 leva a decisão para os pênaltis. Igualdade por quatro ou mais gols é do Palmeiras.

Cruzeiro passeia no primeiro tempo

Com menos de um minuto de jogo, Willian estava finalizando pelo Palmeiras. Logo depois, Guerra arriscou de longe e assustou Fábio. Parecia que o Verdão iria dominar a partida. Mas um contra-ataque do Cruzeiro, aos seis minutos, mudou a partida. Thiago Neves abriu o placar após cruzamento de Diogo Barbosa. Aos 19, após boa troca de passes, Robinho ampliou. E aos 30, depois de assistência de Thiago Neves, Alisson fez o terceiro para os visitantes. A Raposa foi implacável na etapa inicial.

Verdão busca o impossível na etapa complementar

Pegue tudo o que você leu sobre o primeiro tempo e inverta. O segundo tempo foi todo do Palmeiras. Acredite! O Verdão empatou o jogo em 20 minutos. Dudu fez os dois primeiros gols dos donos da casa: um após rebote de chute de Zé Roberto e outro após desvio de cabeça de Borja. E Willian igualou depois de finalização que desviou em Caicedo.

O alviverde seguiu em cima em busca da virada, mas o Cruzeiro soube se defender. E, pelo que os dois times apresentaram, uma vitória de qualquer lado seria injusta.

GE/ Fronteira Online