X

Notícias

Filhote de pit bull furtado é devolvido por mãe de suspeito, em SC

Notícias, Policial
-
26/10/2017 14:17

Câmeras flagraram homem furtando cão de seis meses em Chapecó

Black foi devolvido nove dias depois de ser furtado (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Legenda da foto

Um filhote de pit bull foi devolvido aos donos nove dias após ser furtado em casa, em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. As câmeras de monitoramento da residência onde Black mora registrou o crime ocorrido em 16 de outubro. O cão foi devolvido pela mãe do suspeito na quarta-feira, 25, após a polícia procurar pelo homem.

Black tem seis meses e é filhote de outros dois cães da família, uma pit bull e um vira-lata.

As imagens mostram o homem chegando em um veículo preto. Após estacionar em frente a residência, ele observa o quintal. Depois abre o portão e chama o cachorro, que sai pelo portão brincando. Ele conduz Black até próximo do carro, pega ele pelo cangote e o coloca dentro do veículo. Não havia ninguém em casa no momento do furto.

“Ele é bem brincalhão, a mãe dele também é só tamanho, eles não mordem. Aí ele levou. O Black é do meu filho Dudu, de 4 anos. Ele pedia ‘devolvam meu Black’. Quando devolveram foi uma alegria só”, conta Ederson Rodrigo Soares

Segundo ele, o filho de 10 anos viu quando uma mulher estava a pé puxando o Black por uma coleira improvisada com fio de luz pela rua onde a família mora, no bairro Universitário, por volta das 12h de quarta-feira.

“Meu filho disse que o cachorro era dele. Ela pediu desculpas e devolveu. Conversei com ela, era a mãe do rapaz que levou o Black. Fiquei feliz que devolveram o Black e ao mesmo tempo chocado e triste por ele fazer um negócio desses com a mãe”, relatou Soares.

Segundo ele, a mulher devolveu o cão após a polícia ter ido na sua residência à procura do filho, suspeito do furto. A polícia identificou o rapaz pelas imagens do vídeo e chegou ao endereço pela placa do carro.

“O Black ficou amarrado lá na casa deles, estava machucado, maltratado. Ele foi para o banho, para consulta no veterinário, medicado, comeu bastante, porque estava com fome”, disse Soares.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito deve responder em liberdade por furto e maus-tratos contra animal. Ele alegou que comprou o cachorro, mas a vítima informou que não o conhecia, além de ninguém ter entregue o animal para ele.

G1