X

Notícias

Game brasileiro ‘Heavy Metal Machines’ terá torneio na Europa com premiação de R$ 40 mil

Games
-
28/06/2017 10:15

Um dos primeiros Mobas do país tem na Rússia 25% dos seus jogadores, e espera atrair novos usuários com competição organizada pela própria desenvolvedora

A nova bomba, lançada na última quinta-feira (22), tem várias novidades, como o momento em que dois times disputam sua posse (Foto: Divulgação)
Legenda da foto

Um dos primeiros Mobas brasileiros (arenas de batalhas multiplayer online) dará início a seu cenário competitivo em julho, mas, ao contrário do que se poderia esperar, escolheu utilizar seu servidor europeu. Com premiações que somam 10,5 mil euros (quase R$ 40 mil), o primeiro torneio de “Heavy Metal Machines” abre suas inscrições nesse sábado, 1º. Assista ao vídeo acima.

Mas por que a Hoplon, desenvolvedora localizada em Florianópolis (SC), realizaria seu campeonato inaugural, de um game que ainda passa pela fase beta de testes, tão longe de casa? A resposta é simples. Há algo no jogo que fala mais alto no coração europeu – especialmente dos russos.

Em “Heavy Metal Machines”, game gratuito de computador disponível no Steam, times de quatro jogadores no comando de carros fortemente armados disputam para levar uma bomba à base adversária.

O país governado por Vladimir Putin responde atualmente por 25% dos jogadores ativos do game (o Brasil aparece em 2º, com 15% dos corredores. Romênia, França e Estados Unidos fecham o top 5). “Os russos gostam muito de games gratuitos”, explica o community manager da Hoplon, Cesar Manara.

É verdade, mas não responde tudo. Segundo um estudo publicado em 2015 pela desenvolvedora chinesa de games online COG, há diversos fatores que contribuem com o gosto russo pelo jogo brasileiro inspirado em “Rock & Roll Racing”. Além de preferirem computadores, os jogadores do país também são grandes fãs de games com experiências sociais.

“E ‘HMM’ tem carros também, o que aumenta muito o interesse para experimentar o game”, conta o jogador russo Dmitri Afanasev, de 24 anos, que “com certeza” irá se inscrever para o torneio. “Controles incomuns para carros também me interessaram.”

Para ele, a maior vantagem do game é a velocidade de suas partidas, além da facilidade de jogar com amigos e, claro, da trilha sonora. Ele só sente falta de um modo com corrida competitiva. “De tempos em tempos as pessoas pedem por isso, na esperança de que seja desenvolvido”, conta, mas lembra que a Hoplon tem se mantido em sintonia com os jogadores, então acredita “que eles adicionarão isso a seus planos”.

A expansão para outros países tem sido boa para a desenvolvedora, mas também tem seus desafios. “É muito difícil construir uma comunidade para russos, por exemplo”, diz Manara.

“Eles têm uma cultura muito diferente, então não é fácil pensar no que eles querem. E, assim, não tem ninguém no estúdio que fale russo”, ri, lembrando que este foi um dos motivos que levaram ao desligamento do servidor asiático – atualmente, existem o europeu, o americano e o brasileiro.

O campeonato serve como uma iniciativa para aumentar não apenas o número de seus jogadores, mas seu engajamento. Tanto que o valor da premiação foi pensado para atrair amadores.

“Não é um valor tão alto para chamar a atenção de profissionais. Então, na teoria, todos podem ganhar. E é por isso também que mantivemos as inscrições totalmente abertas a todas as regiões”, explica o community manager.

As qualificatórias terão início duas semanas após a abertura das inscrições. As finais acontecem no dia 30 de julho com transmissão no Twitch, e as oito equipes finalistas ganharão uma parte do prêmio. A grande vencedora levará 4 mil euros (R$ 15 mil).

G1/ Fronteira Online