X

Notícias

Garota indonésia leva 23 chibatadas por ser vista ao lado do namorado

Internacional, Notícias
-
17/10/2016 11:40

Dos 14 jovens, 13 foram punidos com chibatadas em praça pública, uma garota foi poupada depois que se descobriu que ela estava grávida

Legenda da foto

Uma jovem foi punida nesta segunda-feira, 17, a 23 chibatadas porque foi vista muito próxima de seu namorado em Banda Aceh, na Indonésia.

Ao todo, sete casais que flagrados juntos fora do casamento foram condenados a chibatadas com base nas estritas leis islâmicas locais.

Ao todo, sete casais que flagrados juntos fora do casamento foram condenados a chibatadas com base nas estritas leis islâmicas locais (Foto: Chaideer Mahyuddin/AFP)

Dos 14 jovens, 13 foram punidos com chibatadas em praça pública. Uma garota foi poupada depois que se descobriu que ela estava grávida.

Dos 14 jovens, 13 foram punidos com chibatadas em praça pública (Foto: Chaideer Mahyuddin/AFP)

Sharia
A província de Aceh aplica a ‘sharia’ (lei islâmica). A norma foi aprovada por unanimidade em 2009, apesar de críticas de grupos de direitos humanos. A lei pune, por exemplo, os adúlteros com apedrejamento até a morte.

A capital da província indonésia de Aceh também proíbe que as mulheres frequentem sozinhas cafés e outros locais de ócio depois das 23h. As mulheres também estão proibidas de trabalhar nestes locais após a hora limite

“Nosso objetivo é proteger as mulheres assalariadas, especialmente as que trabalham em locais como cafés, restaurantes, cibercafés e atrações turísticas”, explicou Illiza Sa’aduddin Djamal, prefeita da cidade de Banda Aceh, no ano passado.

Aceh é a única província autorizada a aplicar a lei islâmica na Indonésia, o país muçulmano mais populoso do mundo. Ali as relações homossexuais, as apostas e o consumo de álcool estão proibidos.

A província começou a aplicar a sharia depois de ter obtido um status de autonomia em 2001, concedido pelo governo de Jacarta para colocar fim a décadas de rebelião separatista.

Em maio do ano passado, um distrito de Aceh havia proibido que um homem e uma mulher não casados circulassem na mesma motocicleta.

G1/ Fronteira Online