X

Notícias

Grêmio esconde negociações e tenta manter receita “pé no chão” por reforços

Esportes, Nacional
-
11/01/2018 08:51
Renato Gaúcho ainda não tem o "fazedor de gols" para 2018 (Foto: GloboEsporte.com/RS)
Legenda da foto

Já é público o que o Grêmio busca no mercado para reforçar o elenco. O que quase ninguém sabe, entretanto, é quem o Grêmio realmente deseja contratar. Esta estratégia dos dirigentes, de esconder e evitar confirmar até em conversas informais nomes na mira do clube, tem o objetivo de manter os negócios com preços baixos. A intenção é repetir a receita de sucesso de 2017, quando poucos investimentos resultarm no Tri da América, mesmo sem o gasto de quantias vultosas.

Em entrevista coletiva, o presidente Romildo Bolzan Júnior garantiu: nenhum dos nomes levantados pela imprensa é o que está em negociação para chegar para a temporada. Henrique Dourado, do Fluminense, foi o primeiro especulado. O Grêmio buscou informações sobre o Ceifador, mas os valores afastaram uma tentativa de oferta. O uruguaio Octavio Rivero, do Colo-Colo, também foi sondado. Fernando Zampedri, do Rosario Central, optou por permanecer na Argentina.

– Não estou acompanhando, nem o departamento de futebol (a situação do Henrique Dourado). Estamos trabalhando em outras situações. O Grêmio terá centroavante, talvez mais de um. Os jogadores com quem o Grêmio negocia, até agora ninguém noticiou – apontou Romildo em entrevista coletiva.

A diretoria se esquiva dos jornalistas como pode de nomes específicos. Em contatos por aplicativos, por exemplo, as mensagens ficam sem resposta. As ligações tampouco são atendidas. Após a entrevista coletiva desta quarta, nas conversas informais com Romildo, quando surgia dúvida sobre algum atleta, o sorriso se abria, mas as palavras rareavam. No entanto, nas entrelinhas, o mandatário gremista deixou algumas dicas. O possível alvo não deve pedir pagamento por direitos e nem ser de renome.

– Será um jogador que atenda nossa necessidade técnica de complementar o elenco, de ser titular. Não tem a situação de fazer um investimento. Tem jogadores finalizando contratos, em final de contrato, querendo sair de seus clubes, com rescisão, são jogadores importantes. E outra situação é que o Grêmio é um bom ambiente de recuperação de atletas. E não é o Adriano – brincou o presidente gremista.

Até o momento, foram três reforços contratados para 2018: o zagueiro Paulo Miranda, os meias Thonny Anderson e Thaciano e o atacante Alisson. No outro guichê, saíram Arroyo, Edílson, Fernandinho, Barrios, Rafael Thyere, Guilherme, Bruno Rodrigo e Cristian, entre outros.

GE