X

Notícias

Incêndio de casa pode ter sido causado por spinner recarregável, diz moradora

Notícias
-
18/08/2017 14:49

Residência foi tomada pelas chamas no último dia 10, no bairro Nova Estação. Bombeiros dizem que laudo deve ser entregue à família em até 30 dias

Chamas consumiram toda casa de madeira no último dia 10 (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros do Acre)
Legenda da foto

Residência foi tomada pelas chamas no último dia 10, no bairro Nova Estação. Bombeiros dizem que laudo deve ser entregue à família em até 30 dias

O incêndio que destruiu uma casa, no último dia 10, no bairro Nova Estação, em Rio Branco, pode ter sido causado por um spinner recarregável, afirma a proprietária do imóvel, a servidora pública Samara Maia. Ela conta que o brinquedo estava conectado na tomada e foi deixado em cima da cama, onde as chamas teriam começado.

Inicialmente, a família havia informado ao Corpo de Bombeiros que a suspeita era de que o fogo tenha surgido no aparelho de ar-condicionado. No dia do ocorrido, foram necessárias quatro viaturas para apagar o incêndio. O laudo a respeito da ocorrência deve sair em um prazo aproximado de 30 dias, afirmou a corporação.

Samara lembra que uma das duas filhas abriu a porta do quarto e viu que a cama estava pegando fogo, onde o spinner estava. A servidora pública ressalta que o brinquedo era novo, mas suspeita que tenha ficado na tomada mais do que o tempo necessário para recarregar. Por isso, decidiu alertar sobre o risco.

“É a única explicação que existe. Nunca tivemos nenhum problema em casa. O fogo iniciou onde minha filha colocou o spinner para carregar. Acho que elas [as filhas] devem ter deixado por muito tempo, como se fosse um celular. Pesquisei e vi relatos de outros casos de incêndio. É importante o alerta. Não tenho como provar, porque o aparelho queimou”, acrescenta.

A casa da família era de madeira e a perda, conforme a proprietária, foi total. “Foi na casa inteira. Agora, estamos na fase de limpeza para começar a construir. Estamos morando na casa da minha sogra e procurando um lugar para alugar”, complementa.

Bombeiros orientam

O major Cláudio Falcão, dos bombeiros do Acre, explica que existe um risco real de incêndios em aparelhos recarregáveis que permanecem mais tempo na tomada do que o necessário, incluindo os celulares. Ele orienta que, ao comprar brinquedos que precisam de eletricidade, seja lido corretamente o manual de instruções.

“Todos os aparelhos carregáveis têm risco de incêndio quando deixados além do tempo de recarga. Um exemplo é quando as pessoas deixam a noite inteira carregando ou deixam o plug na tomada sem o aparelho, não é adequado. Dentro de casa, a maioria das coisas são altamente inflamáveis. Por isso, fazemos essa recomendação”, finaliza.

G1/Fronteira Online