X

Notícias

Jovem arrastada por 200 m deve levar 6 meses para recuperar movimentos

Geral, Notícias
-
05/07/2018 09:19

Sarah Alves de Souza, de 15 anos, foi atropelada e arrastada por uma moto em Guarujá, no litoral de São Paulo. Ela segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

Sarah Alves de Souza, de 15 anos, ficou em coma após acidente (Foto: Arquivo Pessoal)
Legenda da foto

A estudante Sarah Alves de Souza, de 15 anos, que foi atropelada por uma moto e arrastada por, pelo menos, 200 metros, em Guarujá, no litoral de São Paulo, pode levar vários meses até conseguir recuperar os movimentos do corpo. Ela segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santo Amaro, em estado que inspira cuidados.

A jovem foi atropelada no cruzamento da Avenida Dom Pedro I com a Rua Colômbia, no bairro Jardim das Conchas. Ela atravessou a via a cerca de 70 metros do semáforo e da travessia de pedestres, conforme imagens obtidas no último dia 18. Sem conseguir completar o trajeto, acabou atingida pela moto, ficando com os pertences espalhados na pista.

De acordo com o pai de Sarah, o pedreiro Aristides de Souza, de 39 anos, a equipe médica que acompanha sua filha estipula seis meses para que a jovem recobre os movimentos. A expectativa da família, porém, é de que a recuperação possa ser mais rápida. Em conversa, ele se mostrou confiante na melhora da garota.

“Agradecemos e ainda pedimos orações para a minha filha. Essa recuperação dos movimentos é bastante lenta. Segundo os médicos, ela ficará pelo menos seis meses até recobrar todos eles e atender aos estímulos naturais do corpo”, explica.

Segundo novo boletim médico emitido pelo Hospital Santo Amaro, Sarah segue na UTI e estabilizada. Ela responde a pequenos estímulos, mas seu estado de saúde ainda é considerado delicado.

Recuperação

Sarah foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) logo após ser atingida pela moto. Ela chegou ao hospital com traumatismo craniano e inchaço cerebral, e precisou passar por cirurgia de correção de fratura exposta na perna esquerda.

No dia 22 de junho, a adolescente já havia saído do estado de coma e passado a respirar sem o auxílio de tubos. Na semana seguinte, ela acordou, passando a reagir a estímulos como dor, calor, frio e reflexos.

A mãe de Sarah, Cléo Alves, de 32 anos, disse que só ficará aliviada quando a jovem estiver em casa. Ela contou que toda a família ainda está chocada com o ocorrido. “Não tenho alívio, agradeço a Deus, mas só vou ficar aliviada quando minha filha estiver comigo. Vivemos um dia após o outro aqui”.

Agora, a família pede ajuda com doação de fraldas descartáveis para a jovem, uma vez que o consumo tem sido grande e caro. O modelo não pode ser o de elásticos, por conta dos pinos colocados na perna de Sarah após a cirurgia. Os interessados em ajudar podem procurar o hospital.

O acidente

Testemunhas afirmam que Sarah voltava da escola no momento em que atravessou a via fora da faixa e foi surpreendida pela moto em alta velocidade, que não teve tempo de desviar ou frear.

Com o impacto, os pertences da adolescente ficaram espelhados pela via. O condutor da moto, não identificado no boletim de ocorrência registrado na Delegacia Sede da cidade, também sofreu ferimentos e foi internado no Hospital Santo Amaro. Ele foi liberado no mesmo dia.

Nas redes sociais, amigos de Sarah compartilharam o vídeo do acidente e publicaram diversas mensagens de apoio à jovem. Além de comentários demonstrando saudades e desejando que a garota se recupere logo, alguns amigos chegaram a fazer uma corrente de oração. O namorado da jovem, Lucas Marshall, também desabafou em uma publicação emocionada.

“Sabe amor, muitas vezes você falou para ser forte e para não desistir, brigou comigo quando virei noites estudando, me deu forças quando eu não tinha e me amou quando eu me senti sozinho, mas agora é minha vez de fazer tudo isso, e é por tudo que você significa para mim que eu vou estar sempre aqui para te dizer que te amo e nunca vou te deixar. Te amo. Força amor, eu estou aqui”, escreveu Lucas.

G1