X

Notícias

Mãe e padrasto são presos por abusar sexualmente de filho de um ano no PR

Notícias, Policial
-
25/07/2016 18:16
Legenda da foto

Na casa dos acusados, os policiais encontraram 43 vídeos gravados em celular com imagens dos abusos, praticados na maioria das vezes pela mãe

Um caso revoltou e, ao mesmo tempo, comoveu policiais da delegacia de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Um caminhoneiro de 41 anos e uma dona de casa de 29 foram presos acusados de abusar sexualmente do próprio filho de apenas um ano de idade.

Na casa dos acusados, os policiais encontraram 43 vídeos gravados em celular com imagens dos abusos, praticados na maioria das vezes pela mãe. Os policiais choraram ao ver as imagens que, segundo a mãe do menino, eram feitas por ordem do padrasto da criança. O bebê foi recolhido a um abrigo de menores e passa bem.

De acordo com a delegada Tatiana Guzela, o caso veio à tona após a mãe da criança procurar um delegado na cidade de Roncador, interior do Paraná, onde estava em viagem com o marido.

Orientada por familiares, a mulher ligou para a delegacia e contou o que estaria acontecendo. Ela ficou de ir até a delegacia registrar o Boletim de ocorrência, mas não compareceu.

“O delegado de Roncador nos procurou e contou a denúncia de abuso feita pela mulher. Com as informações iniciamos as diligências e conseguimos localizar a casa dos acusados em São José dos Pinhais. Prendemos os dois em flagrante e, na casa, encontramos 43 vídeos com imagens do abuso. Cenas chocantes da mãe abusando sexualmente do próprio filho de um ano”, disse a delegada.

A mulher disse que era obrigada pelo marido a abusar da criança e mandar as imagens dos abusos para ele. Ainda segundo a mãe do menino, ele a ameaçava de morte.

Além do abuso com o filho, o marido também obrigava a mulher a se prostituir. Ele fazia com que ela ligasse para ele de dentro de motéis com os clientes para que ele ouvisse tudo o que acontecia. Segundo a mulher, quando estava perto, o marido lhe obrigava a repetir com ele o que ela fazia com os clientes, contou a delegada.

Emoção

Ao terem acesso aos vídeos com os abusos à criança a emoção veio à tona e os policiais choraram ao ver tamanha perversidade do casal.

Ainda segundo as informações, o caminhoneiro é acusado de, no passado, ter obrigado a ex-mulher a se prostituir. Ele ficou casado com ela por 17 anos. “Esta mulher, cansada de sofrer abusos e apanhar, procurou abrigo junto à polícia e conseguiu se livrar dele, concluiu a delegada.

O casal foi preso e encaminhado à presídios do complexo de Piraquara. O bebê passa bem e está em um abrigo.

Banda B/ Fronteira Online