X

Notícias

Mais de 150 funcionários de frigorífico são internados com sintomas de intoxicação

Notícias
-
26/08/2017 19:12

Hospital que atendeu os pacientes diz que as causas da possível intoxicação estão sendo investigadas. Pacientes apresentaram vômito, diarreia e desmaio

Hospital Municipal de Rolim de Moura atende os pacientes que apresentaram os sintomas (Foto: Fernanda Bonilha/G1)
Legenda da foto

Mais de 150 funcionários de um frigorífico de Rolim de Moura (RO), na Zona da Mata, foram encaminhados para o hospital na tarde da última sexta-feira, 25, com sintomas de intoxicação. Fortes dores abdominais, náusea, vômito, diarreia e desmaio são os principais sintomas apresentados. A direção do Hospital Municipal informou que grande parte dos pacientes continua internada, e que as causas da possível intoxicação estão sendo investigadas. Por meio de nota, a empresa disse que tomou todas as providências necessárias e que está averiguando o caso.

Ao G1, o diretor do Hospital Municipal de Rolim de Moura, Célio Candil, disse que a partir da tarde da sexta-feira, ambulâncias do frigorífico, o Corpo de Bombeiros e os próprios parentes encaminharam várias pessoas para a unidade hospitalar com sintomas de intoxicação.

O diretor explica que para dar conta da demanda, o quadro de profissionais do hospital foi reforçado. “Conseguimos atender a todos. Mas, para isso o quadro de servidores foi reforçado, até médicos de hospitais particulares foram acionados para agilizar os atendimentos. Muitas pessoas ainda permanecem internadas. Porém, ainda não precisamos mandar ninguém para fora”, relata.

Os motivos que causaram a possível intoxicação ainda não foram revelados, segundo a direção do hospital, e estão sendo investigados. “Ainda não sabemos se foi por água contaminada ou por alimentos, tendo em vista que alguns funcionários ingeriram a água e se alimentaram e passaram mal. Todos os sintomas são de intoxicação, mas não podemos dizer o que causou, por isso acionamos os órgãos de investigação, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e a Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa). Além dos profissionais da própria secretaria de saúde municipal”, justifica o diretor.

Ainda de acordo com o Célio Candil, os responsáveis pelo frigorífico auxiliaram no atendimento aos funcionários. Na próxima segunda-feira, 27, a direção do hospital irá se manifestar sobre a investigação das causas da possível intoxicação dos funcionários.

O G1 tentou contato com o frigorífico em Rolim de Moura, porém foi informado que apenas a matriz está autorizada a falar sobre o assunto. Em uma nota enviada à imprensa, a empresa disse que tomou todas as providências necessárias e que está averiguando o caso.

Leia a nota na íntegra:

Sobre a indisposição relatada por alguns colaboradores da planta da Minerva Foods em Rolim de Moura (RO), a empresa ressalta que já tomou todas as providências para atendê-los e que não há risco para as pessoas. A empresa informa também que já está averiguando a causa desta indisposição para garantir a saúde e o bem-estar dos seus colaboradores. MINERVA FOODS

G1/Fronteira Online