X

Notícias

Mesmo com salário de R$ 6 mil, vagas para Papai Noel encalham em Ribeirão Preto, SP

Geral, Notícias
-
30/10/2017 09:48

Um dos pré-requisitos do contratante é ter barba branca de verdade. No papel do 'bom velhinho' há cinco anos, Adalberto Gilbert cuida com capricho da barba e dos cabelos brancos

Gilbert se sente como o rei da festa quando está vestido de Papai Noel Ribeirão Preto, SP (Foto: Maurício Glauco/EPTV)
Legenda da foto

Apesar de oferecer um salário de R$ 6 mil para trabalhar 37 dias entre novembro e dezembro deste ano, uma empresa em Ribeirão Preto (SP) não consegue preencher três vagas oferecidas para o cargo de Papai Noel. É que um dos pré-requisitos é ter barba branca de verdade, e os candidatos que aparecem não atendem à condição.

Segundo a analista de recursos humanos Marta Lisboa, a exigência mudou porque as crianças que procuram o bom velhinho para fazer os pedidos de presentes ficam confusas ao descobrirem a barba postiça.

“A criança puxa a barba do Papai Noel e acaba descobrindo e vendo que não é uma barba verdadeira. Pode causar uma confusão na cabecinha da criança.”

Marta explica que outros pré-requisitos são experiência e simpatia com crianças e adultos, mas como a barba é imprescindível, encontrar o candidato ideal tornou-se uma missão.

“A maioria das pessoas que vem aqui tem o cabelo branco, já são de idade, tem até carinha de Papai Noel, mas não tem a barba”.

A reportagem esteve no calçadão de Ribeirão Preto para tentar encontrar possíveis candidatos a Noel, mas nem mesmo o bom salário é capaz de atrair quem tem o visual compatível ao exigido para a vaga.

“Eu viajo muito, quase não fico em casa e não tem como eu assumir um compromisso com essa importância”, diz o representante comercial Marcelo Moraes, com barba branca.

Quem já conseguiu emprego na temporada e entende do assunto é o aposentado Adalberto Onofre Gilbert. Há cinco anos, ele encara as roupas, as botas e o gorro para dar vida ao Papai Noel. Da barba e dos cabelos brancos ele cuida com muito capricho durante o ano todo, e está mais do que qualificado para atuar na função.

“Um Papai Noel bonito tem que ser gordinho, bem sadio, mostrando a formosura dele. O Papai Noel tem que ser gente finíssima.”

Gilbert acredita que a figura do Papai Noel tem a responsabilidade de despertar nas crianças a magia do natal.

“As crianças acreditam no Papai Noel e a gente faz o espírito natalino, para ele não morrer. Para ficar aquela alegria nos olhos das crianças. Como Papai Noel, eu me sinto como o rei da festa.”

Os interessados que atendam ao perfil exigido pela empresa e que queiram se candidatar a uma das vagas podem entrar em contato pelo telefone (16) 3632-1627.

G1