X

Notícias

Mulher barraconense mente em registro de Maria da Penha para prejudicar ex-marido e responderá ação penal por denunciação caluniosa

Geral, Notícias
-
12/01/2019 20:41

Uma mulher de 34 anos registrou crime de ameaça contra seu ex-companheiro para impedir esse de se aproximar e manter contato com ela.

Foto: Ilustrativa/ Reprodução
Legenda da foto

Em seu relato, a mulher falou que teria sido ameaça de morte por seu ex-companheiro e pediu medidas protetivas.

Em decorrência de que a Lei Maria da Penha, e da total proteção a palavra da vítima, a medida protetiva foi deferida pelo juiz de plantão.

Após o então acusado dar depoimento, o delegado percebeu que a versão apresentada pela “vítima” na verdade era duvidosa, e que foi baseada única e exclusivamente, para prejudicar o ex-marido, aproveitando da facilidade da Lei Maria da Penha.

Durante o inquérito, várias pessoas foram ouvidas em depoimento, aonde foi concluído que tal fato nunca ocorreu.

Em decorrência disso, a então “vítima” passou para a condição de Ré em ação penal, movida pelo Ministério Público de Dionísio Cerqueira.

Segundo a Lei Penal, o crime de denunciação caluniosa, prevista no Art.339, prevê pena de até 8 anos de prisão e multa.

Marco Engel/ Fronteira Online