X

Notícias

Mulher registra lanche do McDonald’s há onze meses sem apodrecer

Notícias, Saúde
-
13/01/2018 09:50

Intrigada com a decomposição quase imperceptível, nutricionista decidiu documentar a "vida útil" de um cheeseburger da rede

Pâmela Beça/Instagram/Reprodução
Legenda da foto

 

Em fevereiro do ano passado, a nutricionista Pâmela Beça deu início a uma experiência curiosa. Depois de perceber que um sanduíche do McDonald’s esquecido em sua casa havia três dias parecia fresco, ela resolveu documentar a “vida útil” do lanche. E o resultado impressiona.

O projeto começou depois que a mãe de Pâmela deixou um cheeseburger com batatas fritas na casa dela. O lanche foi jogado fora três dias depois mas, curiosa, ela comprou outro sanduíche igual e resolveu guardá-lo para saber até quando ele teria uma aparência tão ‘fresca’. Todo mês, ela publicava no stories do Instagram pequenos vídeos do sanduíche.

Quando a experiência completou onze meses, ela decidiu publicar uma foto em sua página profissional no Facebook. “Não tem fungo, não tem microorganismo, não tem cheiro de podre, pelo contrário”, escreveu no post. Segundo ela, o cheiro é parecido com o do lanche recém-saído da caixa. “Ficou desde o começo em cima da minha geladeira, no calor da cozinha”, explica.

Procurado, o McDonald’s disse não poder comentar os resultados por não ter acesso ao método e ao objetivo da experiência, mas garantiu que os produtos da marca se decompõem “assim como qualquer outro alimento”.

Não é a primeira vez que um sanduíche da rede é alvo desse tipo de polêmica. Em, 2016, a fotógrafa canadense Sally Davies comemorou o sexto aniversário de seu projeto “Happy Meal” Mc Lanche Feliz, que publicava na internet fotos quase diárias de um lanche comprado em, 2010.

Fonte: VEJA