X

Notícias

Na despedida do Brasileirão, Inter sai na frente, mas cede empate ao lanterna Paraná

Esportes
-
02/12/2018 19:45

Jonatan Alvez abre o placar já no segundo tempo, mas Jhonny Lucas aproveita desatenção da defesa colorada para empatar já nos acréscimos neste domingo, no Durival Britto

Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG
Legenda da foto

Paraná e Inter entraram em campo neste domingo, no Durival Britto, com os destinos já definidos no Brasileirão e encerram 2018 com uma partida conduzida no mesmo ritmo de suas pretensões na última rodada. Sem objetivos a alcançar, as duas equipes travaram um duelo sonolento, com pouca ambição para criar chances, e empataram em 1 a 1. Contra o lanterna, os colorados abriram o placar, com Jonatan Alvez, mas baixaram a guarda já nos acréscimos do segundo tempo. Melhor para Jhonny Lucas, que aproveitou bobeira da defesa e balançou as redes para deixar tudo igual.

NA TABELA
Rebaixado desde a 32ª rodada, o Paraná se despede da Série A na lanterna, com 24 pontos. Já com a vaga direta na fase de grupos da Libertadores garantida, o Inter fecha o Brasileirão em terceiro, com 69 pontos.

PRIMEIRO TEMPO
O Paraná entrou em campo com uma formação recheada de garotos, já de olho em 2019. Do outro lado, Odair Hellmann escalou apenas quatro titulares, para dar chance a peças pouco utilizadas no ano. Mas a série de oportunidades dos dois lados não trouxe lá muito resultado. Pouco interessadas, as duas equipes travaram uma primeira etapa de pobreza na criação e muitos erros de passe. Foram 32 passes errados e apenas seis finalizações – três de cada lado. Do lado colorado, Camilo foi quem mais levou perigo, em chute de fora da área. NO Tricolor, Andrey assustou, em finalização de dentro da área que subiu muito.

SEGUNDO TEMPO
Os primeiros instantes do segundo tempo foram promissores. Logo a um minuto, Alesson desviou de cabeça, mas Marcelo Lomba defendeu. Dois minutos mais tarde, Jonatan Alvez driblou o goleiro Richard, mas perdeu o ângulo na finalização. Os lances empolgaram, mas foram apenas ondas passageiras de inspiração. As duas equipes voltaram ao marasmo dos 45 minutos iniciais, até o ingresso de Nico López. Artilheiro do Inter no ano, o gringo deixou o banco para fazer jogada individual pela esquerda e servir Jonanatan Alvez. O conterrâneo empurrou para as redes e abriu o placar aos 20.

O gol fez o Paraná despertar. Mesmo sem grandes lances de perigo, os donos da casa se lançaram para buscar o empate. E conseguiram no último lance do jogo. Jhonny Lucas aproveitou desatenção da defesa colorada e saiu livre na cara de Lomba para marcar o gol do 1 a 1.

O JOGO
SOTAQUE URUGUAIO
Com apenas quatro titulares na formação inicial, o Inter fazia uma partida apática… Até Nico López entrar em campo. Aos 20, o uruguaio fez jogada individual pela esquerda e cruzou na medida para o conterâneo Jonatan Alvez. O centroavante finalizou de primeira e venceu Richard para marcar um gol com sotaque castelhano.

FEITOS EM CASA
Com o rebaixamento já decretado há quase um mês, o Paraná usou a partida para dar chances a garotos forjados em suas categorias de base. Em especial, do meio para a frente. À exceção de Juninho, todos os meias e atacantes que entraram em campo neste domingo são pratas da casa. Foi de um garoto, aliás, o gol: Jhonny Lucas marcou ao aproveitar falha da defesa colorada e dar um toquinho para vencer Marcelo Lomba, no último lance do jogo. O projeto 2019 já começou.

ENFIM, A ESTREIA
Foram apenas 10 minutos em campo. Mas Sarrafiore enfim fez a sua estreia pelo Inter e como joagdor profissional. Contratado do Huracán como promessa, o argentino entrou em campo aos 38 do segundo tempo, na vaga de Juan Alano. A amostra foi curta, mas o meia conseguiu participar da construção de dois contra-ataques com passes verticais. Também perdeu a bola em outro lance, próximo à área.

Globo Esporte