X

Notícias

Polícia identifica motoristas que circulavam a mais de 250 km/h na SC 157

Notícias, Policial, Trânsito
-
07/02/2018 17:50

Segundo a polícia os vídeos são verdadeiros, e os envolvidos seriam parentes

Foto: Reprodução
Legenda da foto

Circula nas redes sociais o vídeo de um motorista dirigindo a 251 km/h na rodovia SC-157, no trecho entre Chapecó e Coronel Freitas. O caso é muito semelhante a outra gravação, divulgada alguns dias atrás, de um condutor que atingiu 254 km/h enquanto trafegava pelo mesmo trecho.

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) confirmou a veracidade dos vídeos, e segundo os policiais os vídeos teriam sido gravados no fim de janeiro. Ainda de acordo com a PMRv, os casos são relacionados.

Os condutores seriam familiares e moradores de Coronel Freitas, sendo que a divulgação dos vídeos nas redes sociais seria uma competição entre eles. Ainda de acordo com as informações os motoristas participam de eventos de “arrancadão”, sendo que o excesso de velocidade nas rodovias seria uma forma de testar os veículos antes das competições.

Após serem identificados, a PMRv fez um boletim de ocorrência contra os motoristas por “expor a vida e a saúde de outras pessoas a perigo eminente e direto”, baseado em um artigo do código penal. O documento será encaminhado para a Polícia Civil e o Ministério Público, que poderão acionar os motoristas judicialmente.

— É necessário que a comunidade faça denúncias e a mídia ajude a divulgar esses vídeos para que a polícia possa coibir esses casos. Precisamos trabalhar na fiscalização de toda a rodovia, então é importante sabermos os pontos onde o efetivo precisa ter ainda mais atenção. Iremos apurar as denúncias da comunidade e encaminhar os casos para que sejam tomadas as medidas cabíveis — afirma o comandante do batalhão da PMRv de São Lourenço do Oeste, Fabiano André dos Santos.

Cerca de 5 mil multas foram emitidas na SC 157 em 2017, sendo a maioria por excesso de velocidade. Os próprios motoristas que gravaram os vídeos em alta velocidade têm problemas com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Segundo a PMRv, eles têm 60 e 34 pontos ativos, números suficientes para a suspensão da habilitação.

DC/ Fronteira Online