X

Notícias

Polícia tenta identificar funcionários responsáveis por esquecer bebê em creche

Notícias, Policial
-
20/06/2018 16:29

Ao buscar a filha, pai foi informado que a menina de 8 meses já tinha sido levada por alguém. Após 1h30 'desaparecida', vídeo mostra quando ela é encontrada no berço da sala

Foto: Reprodução
Legenda da foto

A Polícia Civil tenta identificar os funcionários responsáveis por esquecer uma bebê de 8 meses dentro da sala de uma creche municipal de Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Já prestaram depoimento o pai da menina, o porteiro e a diretora da unidade.

“Agora as outras pessoas envolvidas serão ouvidas para que a gente possa definir de quem era a responsabilidade, se foi de fato erro humano ou se a pessoa deixou de cumprir algum procedimento e, a partir disso, esqueceu o bebê”, disse a delegada responsável pelo caso, Isis Leal.

O caso aconteceu no último dia 12, no Centro Municipal de Educação Infantil Professora Ivanilza Oliveira da Silva. Ao buscar a filha, o pai da criança, Damião Alves da Silva, foi informado que alguém já havia pego a bebê. Segundo ele, a filha ficou mais de 1h30 “desaparecida” até ser encontrada dormindo no berçário do local, sozinha.

Um vídeo gravado por familiares da aluna mostra quando a criança é encontrada (veja acima). “A gente achou que já tinha sido sequestrada e estava aqui, dormindo, sozinha”, se revolta uma mulher.

A mãe da menina, a auxiliar de vendas Nadla Ranani, contou que ficou preocupada com o estado que a filha chegou em casa.

“Na hora que eu peguei ela lá, pelo jeito que eu vi minha filha, ela já estava há muito tempo com fome. Para mim, ela estava dormindo lá e a professora simplesmente esqueceu, por ela ser um bebê muito calmo, muito quieto”, disse.

O pai da menina cobra punição do responsável por deixar a filha sozinha.

“Pelo o que eu passei, quero que alguém se responsabilize, seja a professora, a diretora, o porteiro, quem for responsável, tem de pagar”, afirma.

Professora afastada

A Secretaria Municipal de Educação informou que abriu uma sindicância para apurar o caso. No dia do fato, a diretora da creche, Francisca Fernandes, informou que afastou a professora responsável. “Vão ser apuradas todas essas falhas. A gente lamenta o fato, pedimos desculpas à família pelo ocorrido”, completou.

A funcionária segue afastada das atividades até esta quarta-feira (20) e deve ser ouvida pela delegada nos próximos dias.

G1