X

Notícias

Protestos contra reforma previdenciária deixam ao menos dez mortos na Nicarágua, diz vice-presidente

Internacional, Notícias
-
21/04/2018 10:53

Rosario Murillo afirmou que manifestações de quinta e sexta-feira são de 'pessoas interessadas em quebrar a paz e a harmonia do país'

Manifestação em Manágua reuniu muitos jovens estudantes (Foto: Inti Ocon / AFP Photo)
Legenda da foto

Os violentos protestos contra a reforma do sistema previdenciário deixou ao menos dez mortos na Nicarágua, afirmou a vice-presidente Rosario Murillo.

Ela disse que entre quinta-feira, 18, e sexta-feira, 19, ao menos dez pessoas morreram nos protestos que classificou de tentativa de pessoas interessadas em quebrar a paz e a harmonia do país.

A informação inicial, após os eventos de quinta, era de que havia três mortos.

Murillo disse ainda que o governo está disposto a dialogar com os manifestantes sobre a proposta de aumentar as contribuições dos trabalhadores e patrões ao sistema estatal de aposentadorias, que desatou a onda de protestos durante a semana.

O presidente Daniel Ortega está “disposto a acolher o pedido da empresa privada e retomar esse diálogo aberto, franco e dar continuidade a esse modelo de consenso que, na Nicarágua, deu frutos”, disse Murillo.

Ortega deve anunciar neste sábado um apelo ao diálogo e discutirá todos os temas, inclusive o de segurança social.

O governo aceitou a proposta do setor privado de dialogar para evitar que se prossiga com “o derramamento de sangue”, afirmou Murillo.

G1