X

Notícias

Serial killer de Goiânia tem casamento com detenta suspeita de latrocínio barrado pela Administração Penitenciária

Geral, Notícias
-
26/09/2018 17:00

Segundo DGAP, Tiago Henrique Gomes da Rocha, condenado por 29 homicídios, não pode se casar com a jovem, porque os dois não se conheciam anteriormente; veja quem é a noiva

Tiago Henrique Gomes da rocha, serial killer de Goiânia, e a detenta Jéssica Alves dos Santos, noiva dele — Foto: Reprodução
Legenda da foto

O serial killer de Goiânia, Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 30 anos, teve o pedido para se casar com uma detenta dentro do presídio negado pela Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP). Segundo o órgão, o homem não pode se casar porque não provou que ele já convivia com a jovem, identificada como Jéssica Alves dos Santos, de 21 anos. Ela é suspeita de latrocínio e condenada por roubo.

Em nota ao G1, a DGAP confirmou que o pedido foi negado com base no Regimento dos Núcleos Especiais de Custódia, que só permite o casamento entre detentos em caso do casal já ter sido casado civilmente antes da prisão, quando os dois têm filhos juntos ou, em último caso, quando os presos comprovarem que conviviam “maritalmente” antes da prisão, o que, segundo o órgão, não ocorreu no caso do serial killer.

O G1 tentou contato, por telefone, às 9h desta quarta-feira (26), com a advogada Luciana de Almeida, que representa o preso na área de execução penal, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem.

Na última sexta-feira (21), data em que o pedido de casamento veio a público, a advogada havia informado ao G1 que o procedimento normal seria entrar com toda documentação no cartório e que o cartório iria até o presídio para que a certidão de casamento fosse assinada. Questionada sobre o problema na documentação alegada pela DGAP, ela havia dito que não poderia dar informações sobre o caso.

O G1 também entrou em contato, por telefone, às 9h15 desta quarta-feira, com a assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) e aguarda um posicionamento sobre o caso.

Quem é a noiva?
Nome: Jéssica Alves dos Santos
Idade: 21 anos
Altura: 1,65 m
Passagens pela polícia: roubo, latrocínio e associação criminosa
Condenada por: roubo, a 20 anos de prisão, e outros dois processos em segredo de Justiça
Onde cumpre pena: Cela 2 no Bloco 3 da Ala-A, na Casa de Prisão Provisória no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia

Jéssica está presa desde dezembro de 2016, quando confessou ter participado do latrocínio do motorista associado à Uber, Lindimar Ferreira Santos, de 38 anos, em Goiânia. Além dela, três homens também foram presos suspeitos do crime. No entanto, ela cumpre pena por um roubo praticado no ano anterior, também na capital goiana.

Conforme apurou o G1, Jéssica e Tiago Henrique, apesar de “morarem” no mesmo Complexo Prisional, nunca se encontraram pessoalmente. No entanto, ao longo do último ano, ela foi uma das dezenas de mulheres e homens que enviaram cartas para o serial killer e, uma das poucas a receber resposta, cujo teor não foi divulgado pela DGAP.

Serial killer
O vigilante está preso desde 14 de outubro de 2014, no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana. Tiago Henrique ficou conhecido como o serial killer de Goiânia por ser apontado como responsável por mais de 30 assassinatos, sendo a maioria contra mulheres.

Em seu último júri, que aconteceu na quinta-feira (20), ele foi condenado a 21 anos pela morte da recepcionista Bruna Gleycielle de Souza Gonçalves, de 26 anos, em um ponto de ônibus da capital.

Dos 33 julgamentos que Tiago Henrique enfrentou por homicídios, ele foi absolvido em três processos. Até agora, as penas somam mais de 600 anos de prisão.O vigilante também já foi condenado pela Justiça a 12 anos e 4 meses de prisão em regime fechado por ter assaltado duas vezes a mesma agência lotérica do Setor Central, na capital goiana.

G1