X

Notícias

Sport vence o Grêmio em duelo de sete gols e respira contra a degola

Esportes, Nacional
-
27/10/2018 20:53

Leão bate reservas do Tricolor por 4 a 3, em partida repleta de reviravoltas na Arena, neste sábado, pela 31ª rodada do Brasileirão; gremistas focam na Libertadores

Jair Grêmio x Sport (Foto: Diego Vara/BP Filmes)
Legenda da foto

O JOGO RESUMÃO

Que jogo, amigos! Com uma formação totalmente reserva e foco na Libertadores, o Grêmio mandou a campo seus reservas neste sábado, na Arena, para encarar um Sport na obrigação de vencer para escapar do Z-4, em partida pela 31ª rodada do Brasileirão. Prevaleceu o “instinto de sobrevivência” do Leão, que venceu o Tricolor por 4 a 3 em um duelo repleto de reviravoltas, com direito a quatro gols anotados em 12 minutos no segundo tempo.

DESTAQUENA TABELA

Com a vitória, o Sport respira na briga contra o Z-4. A equipe chega a 33 pontos e sobe para a 17ª colocação, a depender ainda do resultado entre Chapecoense e América-MG, na Arena Condá. O Grêmio, por sua vez, segue com 52 pontos se distancia do G-4.

DESTAQUEPRÓXIMOS COMPROMISSOS

Após preservar seus titulares, o Grêmio respira de vez o jogo da volta da semifinal da Libertadores. O Tricolor recebe o River Plate na Arena nesta terça-feira, às 21h45, e joga por um empate para ir à final – na ida, venceu por 1 a 0 no Monumental de Nuñez.

Pelo Brasileirão, a equipe encara o Atlético-MG no próximo sábado, às 17h, no Independência, na 32ª rodada. O Sport, por sua vez, só volta a campo na segunda-feira, às 20h, quando recebe o Ceará na Ilha do Retiro.

DESTAQUEO PRIMEIRO TEMPO

Contra um Grêmio totalmente desfigurado e com improvisações, o Sport iniciou a partida em alta voltagem, até pela situação delicada que vive no Brasileirão. O Leão aproveitou duas falhas da defesa rival para abrir 2 a 0. Aos 6, Jair subiu livre de cabeça e completou de cabeça, após falta cobrada por Michel Bastos. Depois, aos 29, Hernane ganhou de Bressan na parede e acionou Mateus Gonçalves. O atacante driblou Kannemann e chutou na saída de Paulo Victor.

Sem entrosamento, o Tricolor insistiu em bolas em pronfundidade às costas dos laterais rivais, mas encontrou dificuldades para criar chances de perigo. Prova disso é que a equipe só conseguiu dsecontar na base do abafa. Aos 37, Matheus Henrique aproveitou sobra na entrada da área e marcou após jogada individual. Com uma ressalva: o volante furou em bola no início do lance e usou a mão no domínio.

DESTAQUEQUE SEGUNDO TEMPO FOI ESSE??

Se a formação reserva demonstra certo desinteresse gremista neste sábado, os primeiros 18 minutos da segunda etapa foram um prato cheio de emoções aos torcedores na Arena. Foi difícil até de respirar, com quatro gols anotados em 12 minutos. Logo aos 5, Madson sofreu pênalti, convertido por Juninho Capixaba no minuto seguinte. Cerca de 50 segundos mais tarde, Gabriel aproveitou falha de Marcelo Oliveira e apareceu livre de cabeça para marcar e recolocar o Sport em vantagem.

Não parou por aí. Aos 13, Thonny Anderson completou para as redes depois de uma bela construção coletiva do Grêmio, com assistência de Madson dentro da área. Coube a Jair, aos 18, marcar o gol da vitória do Sport, após falta cobrada por Michel Bastos para a área – o volante estava impedido. Não perca a conta: o placar fechou em 4 a 3 para o Sport. Mas o Tricolor ainda levou perigo nos acréscimos, em duas finalizações de Pepê.

DESTAQUEEM DOSE DUPLA

A tarde deste sábado na Arena ficará eternizada na vida de Jair. Logo aos 6 minutos, o volante do Sport aproveitou cruzamento de Michel Bastos para subir de cabeça e marcar o primeiro gol como profissional.E os tentos vieram logo em dose dupla. Após uma série de reviravoltas, o camisa 88 anotou o quarto e último do jogo para dar a vitória ao Leão.

DESTAQUEPANE GERAL

Suspenso do jogo da volta contra o River Plate, Kannemann até reforçou o sistema defensivo gremista contra o Sport. Mas as cabeças dos comandados de Renato Portaluppi pareciam mesmo já pensar na Libertadores. Neste sábado, o Tricolor sofreu quatro gols numa mesma partida pela primeira vez na temporada. E todos eles, originados em falhas do sistema defensivo, muito em função do desentrosamento.

Jair, por exemplo, marcou duas vezes ao aproveitar brechas deixadas pela defesa para aparecer livre dentro da área e completar cruzamentos para as redes. Gabriel foi outro que se desvencilhou facilmente da marcação para marcar de cabeça. Apenas Mateus Gonçalves fez um gol com a bola rolando. E também ao aproveitar erros de Bressan e Kannemann, que errou o bote e permitiu ao rival anotar o segundo tento do Sport.

DESTAQUEERROS LÁ E CÁ

A arbitragem também deu sua contribuição – negativa – com o placar elástico da partida. De acordo com o comentarista da Central do Apito Paulo César Oliveira, Dewson Freitas errou ao não assinalar irregularidades em dois lances de gol. Um de cada equipe. No primeiro tempo, o árbitro ignorou toque de mão de Matheus Henrique anes de marcar para o Grêmio. Depois, a arbitragem não percebeu impedimento – bastante ajustado – de Jair no tento que deu a vitória ao Sport. O volante estava um pouco à frente do último homem gremista.

DESTAQUEE O TAPETE?

Além do resultado adverso, os gremistas ainda levam a preocupação com o estado do gramado da Arena como saldo da partida deste sábado, às vésperas do duelo decisivo com o River Plate. A adminstração da arena até promoveu um verdadeiro mutirão desdea última terça-feira e replantou a grama em partes mais danifiacdas pela estrutura do palco da cantora Shakira. Mas a região central do campo de jogo apresentou falhas e irregularidades que dificultaram o rolar da bola.

GloboEsporte