X

Notícias

Times de SC fazem contas para terminar o ano em alta 

Esportes, Nacional
-
25/10/2016 09:17

Campeonato Brasileiro está a seis rodadas do final

Legenda da foto

Faltam exatos seis jogos para as séries A e B terminarem. Em pouco mais de um mês, os times de Santa Catarina estarão projetando a próxima temporada, que pode começar do zero para aqueles que forem rebaixados, ou com planos mais audaciosos para os que alcançarem seus objetivos. Esta reta final é uma corrida em que alguns estão mais perto da linha de chegada e outros podem terminar no meio do caminho.

Na Série A, a Chapecoense é a que está mais próxima de alcançar o objetivo da permanência na elite. O time do Oeste precisa de mais três pontos para carimbar a quarta participação seguida na Primeira Divisão. Além disso, o Verdão está de olho em uma vaga na Libertadores por meio do título da Copa Sul-Americana. Na quarta-feira, a equipe enfrenta o Junior Barranquilla pelas quartas de final, na Arena Condá, e precisa de uma vitória por dois gols para se classificar à semi de forma direta.

O Figueirense está mais longe nessa corrida por seu objetivo. Com a derrota para o Atlético-MG, o Furacão ficou a cinco pontos do primeiro time fora do Z-4. Para conseguir escapar, a equipe precisa de pelo menos 13 pontos nos últimos seis jogos, isso se a pontuação para não cair permanecer em 45.

Leão perto do acesso, Tigre e JEC pressionados

Na Série B, o Avaí vive uma situação parecida com a da Chape. Está bem perto do seu objetivo, que neste caso é o acesso à elite. O Leão teve uma reação incrível com o técnico Claudinei Oliveira e está na terceira posição. Faltando seis jogos, o time azurra precisa de mais 11 pontos para chegar aos 65. Porém, pode conseguir subir com menos, dependendo do desempenho dos adversários.

O Criciúma está pressionado. A derrota para o Atlético-GO deixou o Tigre longe do G-4 e agora para conseguir o acesso precisa praticamente vencer todos os jogos e torcer por vários tropeços.

Há muita pressão para o JEC também, mas, apesar das dificuldades, o Joinville ainda pode escapar do rebaixamento através das próprias forças, isso porque ainda enfrenta o Oeste, primeiro fora da zona.

DC/ Fronteira Online