X

Notícias

Vai pra onde? Wenger, Mourinho, Guardiola, Conte e o futuro de Sánchez

Esportes, Internacional
-
13/01/2018 10:59

Técnico do Arsenal diz que chileno não sai até clube achar substituto. Pep se recusa a comentar proposta do City, português exalta atacante e italiano diz que jogador está até barato no mercado

Alexis Sánchez é o nome mais cobiçado na Inglaterra (Foto: Reuters/Matthew Childs)
Legenda da foto

Um nome não sai das manchetes da imprensa inglesa neste sábado e foi tema da entrevista coletiva de alguns dos prinpais técnicos do Campeonato Inglês na sexta-feira: Alexis Sánchez. Afinal, para onde vai o atacante chileno? Se depender de Arsene Wenger, o jogador continuará no Arsenal até o clube achar um substituto. Manchester City e Manchester United parecem dispostos a tirá-lo dos Gunners agora em janeiro, apesar de Pep Guardiola e José Mourinho se recusarem a comentar qualquer proposta. Até Antonio Conte se meteu na história e considerou o atleta barato no mercado, mesmo sem o Chelsea ter sido apontado ainda como interessado no craque.

– É um bom investimento. Estamos falando de um jogador top e que você pode comprá-lo por um preço que não é tão alto. Estão falando de 20 milhões de libras (R$ 87 milhões)… Talvez, o preço normal por Sánchez seja de 80 a 90 milhões de libras (R$ 350 a R$ 395 milhões) – disse o treinador dos Blues.

Segundo a imprensa inglesa, City e United travam um duelo nos bastidores pela contratação do chileno. De acordo com o “Daily Mail”, a oferta do clube de Guardiola seria de 20 milhões de libras, enquanto a equipe de Mourinho estaria disposta a chegar mais perto dos 35 milhões de libras (R$ 153 milhões) pedidos pelo Arsenal. Mas nenhum dos treinadores quis confirmar as negociações:

– Há alguns jogadores no futebol mundial que se há chance de contratar em janeiro, março ou julho, você tem que tentar. É isso. Mas, em relação ao Sánchez, não falarei uma palavra. A única coisa que posso dizer é que é um jogador fenomenal, mas faz parte do Arsenal e sinto que não devo falar muito sobre isso – disse Mourinho.

– Vocês sabem minha resposta: estou focado no Liverpool. Nós precisamos escolher no que devemos nos concentra. Eu não gostaria que meus jogadores ouvissem o seu treinador falando sobre outra coisa. O mais importante são os 90 minutos e é disso que eu quero falar – afirmou Guardiola.

Por fim, Arsène Wenger, provavelmente o maior interessado nesta história. Diante da possibilidade de perder seu principal jogador, o técnico do Arsenal afirmou que o clube ainda não negociou Sánchez porque não conseguiu achar um jogador para ocupar o espaço do chileno no elenco:

– Nós não vendemos Sánchez na última janela porque não conseguimos achar um substituto. Vejam, é o caso agora. Queremos resolver isso logo.

De acordo com o “Daily Mail”, um dos possíveis substitutos de Sánchez no Arsenal seria o brasileiro Malcom, ex-Corinthians e que vem se destacando no Bordeaux. Mas o francês desconversou ao ser questionado sobre o atacante:

– Ele é um bom jogador, mas no momento não está acontecendo nada. Não estamos nesse caso agora.

GE