X

Notícias

Após atuar seis vezes em 50 dias, Inter alerta para desgaste em série de três jogos

Esportes, Nacional
-
29/09/2017 10:56

Técnico Guto Ferreira mostra preocupação com sequência diante de América-MG, Santa Cruz e Paraná em um universo de nove dias. Porém, clube atuou pouco recentemente

Guto Ferreira aguarda resposta do departamento de fisiologia para escalar equipe (Foto: Ricardo Duarte / Internacional)
Legenda da foto

Não é novidade que o calendário brasileiro apresenta imperfeições e obriga os clubes a entrarem em campo para verdadeiras maratonas em certos momentos da temporada. A reclamação é crescente entre os times grandes, principalmente. Entre eles, o Inter, que terá pela frente três jogos em nove dias. O técnico Guto Ferreira avisou que precisará do aval do departamento de fisiologia para escalar a equipe que enfrenta o Santa Cruz, no próximo sábado, pela 27ª rodada da Série B.

A evolução dos departamentos que controlam o desempenho físico dá o contraponto com exames de sangue que mostram exatamente o tamanho do desgaste de cada atleta e sustentam as preservações. E é neste tópico que o treinador colorado baseia suas convicções. O GloboEsporte.com, então, analisou uma série de 10 rodadas recentes para tentar entender o calendário colorado e seus “problemas”.

“A gente vai primeiro aguardar exames rotineiros, já conversamos no vestiário as situações de quem está melhor, mas sem saber com exatidão. E no treino de sexta-feira vamos ter definido quem vai para o jogo e quem vai descansar. Vai depender do departamento de fisiologia. Indiretamente, passam a escalar a equipe”. (Guto Ferreira)

A principal preocupação de Guto diz respeito às partidas contra Santa Cruz, no sábado – após enfrentar o América-MG, na quarta –, e Paraná, no dia 3 de outubro. Entre estes três compromissos, existe um intervalo de nove dias. Na sequência, serão mais seis de preparação para receber o Brasil de Pelotas, na 29ª rodada, em uma segunda-feira.

– Não só a vantagem de tempo, o acúmulo. Quando a gente completar o quarto jogo, o Paraná vai estar com a sequência de três. Isso também faz diferença – disse o técnico, pois o Paraná só joga na 29ª rodada na sexta-feira seguinte.

Mas os preparadores físicos também ressaltam a necessidade de dar “lastro” aos jogadores. Ou seja, usar um período maior de treinamentos para “encher o tanque” do elenco justamente para enfrentar maratonas como esta. No passado recente do Inter, o time disputou seis jogos em 49 dias pela Série B, contando a parada de duas semanas para as datas Fifa das Eliminatórias da Copa de 2018 (veja na tabela).

SEQUÊNCIA DO INTER

JogoRodadaDataLocalIntervalo
Inter 3 x 1 Londrina20ª12/08Beira-Rio7 dias
ABC 0 x 3 Inter21ª19/08Frasqueirão7 dias
Inter 3 x 2 Paysandu22ª25/08Beira-Rio6 dias
Juventude 2 x 1 Inter23ª09/09Alfredo Jaconi15 dias
Inter 3 x 0 Figueirense24ª16/09Beira-Rio7 dias
Náutico 0 x 1 Inter25ª23/09Lacerdão7 dias
Inter 2 x 1 América-MG26ª27/09Beira-Rio4 dias
Inter x Santa Cruz27ª30/09Beira-Rio3 dias
Paraná x Inter28ª03/10Arena da Baixada2 dias
Inter x Brasil-RS29ª09/10Beira-Rio6 dias

Entre a 20ª rodada (vitória sobre o Londrina por 3 a 1) e a 25ª (vitória por 1 a 0 sobre o Náutico), em cerca de um mês e meio, o Colorado sempre teve, no mínimo, intervalo de seis dias para recuperar seus atletas. Neste período, foram 15 dias apenas para treinar, com o duelo diante do Atlético-MG, pela Primeira Liga, recheado de reservas.

Na sequência analisada de 10 partidas pela Série B, apesar da série estafante que tem pela frente em um curto período, são 58 dias, praticamente um compromisso a cada seis dias. Mesmo assim, Guto Ferreira demonstra receio diante de possibilidades de lesões e desgaste entre os mais experientes, como D’Alessandro. Em momentos como este, o comandante exalta as opções disponíveis no elenco.

– Importante é ter banco, porque sábado, por exemplo, não sei como vai estar. Nós temos que pensar se o conjunto, pela situação de desgaste, vai dar melhor resultado. Se é o conjunto que pode estar numa velocidade de 40, 50 por hora, ou se é colocar jogadores mais inteiros que, mesmo sem um conjunto maior, podem dar uma intensidade de 60 por hora – sugeriu Guto.

Para o jogo contra o Santa Cruz, Uendel e Nico López estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Na lateral esquerda, Carlinhos deve reaparecer após longo tempo parado por lesão. O uruguaio é reserva atualmente, mas poderia ser opção para algum dos atacantes mais cansados. A partida válida pela 27ª rodada da Série B está marcada para as 16h30 de sábado.

GE