X

Notícias

Caminhoneiros protestam contra o preço do diesel em rodovias do Paraná

Geral, Notícias
-
21/05/2018 13:59

Não há estradas totalmente bloqueadas na manhã desta segunda-feira, 21, de acordo com a PRF; Justiça prevê multa de R$ 100 mil para interdição total

Bloqueio na BR-277, em Paranaguá, no litoral do estado (Foto: Divulgação/PRF)
Legenda da foto

Caminhoneiros protestam, na manhã desta segunda-feira, 21, contra o aumento do valor do diesel em rodovias federais e estaduais do Paraná. A mobilização é nacional.

A última alta diária ocorreu na sexta, 18, quando a Petrobras elevou os preços do diesel em 0,80% e os da gasolina em 1,34% nas refinarias. A escalada nos preços acontece em meio à disparada nos preços internacionais do petróleo.

Rodovias federais

Em nenhuma rodovia federal do Paraná, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há interdição total nesta manhã. No máximo, uma faixa de cada estrada está interditada.

Uma determinação judicial proíbe que eles fechem totalmente as rodovias federais, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora.

Os motoristas também estão proibidos de invadir praças de pedágios. A multa é a de R$ 20 mil por hora de ocupação.

Veja abaixo onde ocorrem as manifestações nas rodovias federais:

BR-116, quilômetro 67, Quatro Barras, na Região de Curitiba – em andamento;

BR-277, quilômetro 6, Paranaguá, no litoral – em andamento;

BR-376, quilômetro 502, Ponta Grossa, nos Campos Gerais – em andamento;

BR-376, quilômetro 257, Califórnia, no norte – andamento;

BR-153, quilômetro 43, Santo Antônio da Platina, no norte pioneiro – em andamento;

BR-153, quilômetro 112, Ibaiti, no norte pioneiro – em andamento;

BR 163, quilômetro 86, Capanema, no sudoeste – em andamento;

BR 373, quilômetro 247, Guamiranga, na região central – em andamento;

BR-373, quilômetro 264, Prudentópolis, na região central – em andamento;

BR-277, quilômetro 340, Guarapuava, na região central – em andamento;

BR-376, quilômetros 158, Mandaguaçu, no norte – em andamento;

BR-277, quilômetro 535, Ibema, no oeste – em andamento;

BR-376, quilômetro 292, Mauá da Serra, no norte – em andamento;

BR-277, quilômetro 584, Cascavel, no oeste – em andamento.

Ainda conforme a PRF, carros, ônibus, ambulâncias e caminhões com cargas vivas e perecíveis têm passado normalmente pelos protestos.

Rodovias estaduais

No norte do estado, na PR-090, na entrada para Assaí, caminhoneiros estão proibidos de passar pela rodovia. Carros, ônibus e caminhões com cargas vivas e perecíveis passam normalmente.

O protesto também bloqueia a rodovia PR-445, entre Cambé e o distrito da Warta, em Londrina, também no norte. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) não informou a quantidade de motoristas participantes ou se há congestionamento no local.

Em Maringá, na PR-317, no norte do Paraná, o protesto está concentrado próximo ao contorno norte.

O movimento é liderado por motoristas autônomos, e todos os caminhões são obrigados a parar. Os veículos que não querem parar são obrigados a retornar. Só estão liberados caminhões com cargas vivas e com medicamentos.

Ainda há registro de manifestação na PR-463, no trecho entre Colorado e Paranacity, ainda no norte do estado.

“O óleo diesel está muito caro. Sabemos que o motivo é a situação internacional, mas o governo poderia ajudar reduzindo outras demandas, como o pedágio. Está muito difícil trabalhar”, diz o motorista Carlos Alexandre Nowascki.

Os manifestantes também estão reunidos na PR-170, em Rolândia, no norte do estado. No trecho, os caminhões são desviados para as marginais. Em Arapongas, na PR-444, também há protestos. A manifestação está concentrada no quilômetro 8.

Também há protesto na PR-323, próximo ao Parque de Exposições de Umuarama, no noroeste do Paraná. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), somente carros estão autorizados a seguir pela rodovia.

No sudoeste, manifestantes estão reunidos em trechos da PRT-281, em Mangueirinha, da PR-182, em Realeza, e da PR-471, em Nova Prata do Iguaçu.

Veja abaixo onde ocorrem as manifestações nas rodovias estaduais:

PR-090, na entrada para Assaí , no norte – em andamento;

PR-317, em Maringá, próximo ao contorno norte, no norte – em andamento;

PR-445, entre Cambé e o Distrito da Warta, em Londrina, no norte – em andamento;

PR-463, no trecho entre Colorado e Paranacity, no norte – em andamento;

PR-323, quilômetro 303, Umuarama, no noroeste – em andamento;

PRT-281, em Mangueirinha, no sudoeste – em andamento;

PR-182, em Realeza, no sudoeste – em andamento;

PR-471, em Nova Prata do Iguaçu, no sudoeste – em andamento

PR-170, em Rolândia, próximo ao trevo de São Martinho, no norte – em andamento

PR-444, quilômetro 8, Arapongas, no norte – em andamento

PR-489, Umuarama, próximo a Xambrê, no noroeste – em andamento

G1