X

Notícias

Centro Cirúrgico e Centro Obstétrico do Hospital Municipal de Dionísio Cerqueira foram reativados

Notícias, Saúde, Sem categoria
-
15/09/2017 16:12

Os trabalhos no Centro Cirúrgico e também no Centro Obstétrico da Unidade Hospitalar, foram reativados na última segunda-feira

Foto: Arquivo Fronteira Online
Legenda da foto

O Hospital Municipal de Dionísio Cerqueira, administrado pelo Instituto SANTÉ, reativou, na última segunda-feira, dia 11, os trabalhos no Centro Cirúrgico e também no Centro Obstétrico da Unidade Hospitalar. Já na primeira semana, foram realizados três partos e outros procedimentos cirúrgicos de emergência.

Conforme a diretora do Hospital, Juliana Debona, o Centro Cirúrgico possui uma infraestrutura apropriada para uma assistência segura e de qualidade para os usuários que necessitarem de cirurgias de emergência e eletivas. “Contamos com cirurgiões, obstetra, pediatras, anestesistas e uma equipe de enfermagem capacitada e com orientação para o uso de protocolos que norteiam práticas na assistência”, ressalta Juliana.

Na próxima semana, o Hospital iniciará o agendamento das cirurgias eletivas, de acordo com a fila de espera controlada pela secretaria municipal de Saúde de Dionísio Cerqueira.

Foco no Parto Normal e Humanizado

Como diretriz do Ministério da Saúde, o Centro Obstétrico do Hospital Municipal de Dionísio Cerqueira está focado no parto normal e humanizado.

De acordo com a gerente assistencial e também enfermeira obstetra, Claci Chiele Baptistella, a Unidade Hospitalar tem como principal objetivo humanizar e prestar uma assistência centrada no respeito a mulher, ao parto e ao nascimento. “Adotamos práticas baseadas em evidências científicas, consequentemente dando liberdade e empoderamento às mulheres durante o trabalho de parto, no momento do parto e no nascimento”, salienta.

Conforme Claci, o parto humanizado significa direcionar a atenção às necessidades da mulher e dar o controle da situação na hora do nascimento. “Parto Humanizado não é moda. É respeito às gestantes. É proporcionar liberdade para a mulher decidir a melhor posição para o nascimento do seu filho. É permitir a presença de acompanhante, doulas e quem ela desejar para acompanha-la durante todo o trabalho de parto, parto e pós-parto”, lembra.

O Hospital Municipal de Dionísio Cerqueira, também conta com local adequado para a realização de exercícios que auxiliam na evolução do trabalho de parto, já que atividades com bola, agachamentos, chuveiro, massagens e todos os métodos não farmacológicos auxiliam no alívio da dor, pois tem efeitos analgésicos naturais. A amamentação na primeira hora de vida, conhecida como a hora de ouro, também é estimulada, o momento aumenta o vínculo entre mãe e filho.

Segundo a gerente assistencial, o projeto do Instituto SANTÉ, intitulado “Bebê a Bordo”, também será implantando ainda neste mês no Hospital de Dionísio Cerqueira. O projeto visa realizar encontros mensais com as gestantes dos municípios de Dionísio Cerqueira, Barracão, e Bom Jesus do Sul, para orientações. As gestantes passarão a ter um plano de parto e saberão, desde o começo do atendimento pré-natal, onde farão o parto e como será o procedimento. Assim, terão a oportunidade de conhecer a maternidade e se preparar adequadamente.

Ascom