X

Notícias

Chape vê evolução, mas mantém cautela com interino: “Emerson está treinador”

Esportes, Nacional
-
18/09/2017 08:40

Diretoria confirma que pretende efetivar atual treinador da Chapecoense, mas aguarda mais resultados e evolução. Time volta à campo nesta quarta-feira pela Sul-Americana.

Emerson Cris não fala sobre ser efetivado e divide méritos com o grupo (Foto: Luiz Munhoz/Recorte do Olhar/Estadão Conteúdo)
Legenda da foto

Depois da demissão de Vinícius Eutrópio, a Chapecoense correu no mercado para anunciar um substituto. Porém, acabou não tendo sucesso nas negociações. Com isso, o ex-auxliar Emerson Cris foicolocado como interino até a contratação de um novo nome. Ele já havia ficado à beira do gramado no empate sem gols contra o Flamengo, quarta-feira, pela Copa Sul-Americana, e neste domingo, a Chape venceu o Grêmio por 1 a 0, fora de casa, e deixou a zona de rebaixamento.

A atuação na quarta e a vitória no domingo aumentaram o moral do atual responsável pelo comando técnico, que será mantido por ora. A diretoria ainda trata o tema com cautela, mas o otimismo para uma efetivação de Emerson Cris fica mais evidente, caso o time mantenha os resultados favoráveis.

– Interino, interino permanente, não interessa o título, é interino. Não podemos fazer isso de confirmar um jovem como técnico permanente, para depois perder dois jogos e mandar embora. Vamos jogo a jogo, temos agora o Flameno, depois voltamos ao Brasileiro, e se continuar assim não tem por que trocar… Jogadores realmente se fecharam, já tínhamos visto um movimento de todo mundo pensar da mesma maneiras, e com a chegada do Emerson, por ser da casa, um cara simples, que fala com todo mundo, os jogadores comparam a ideia… disse João Carlos Maringá.

A opinião foi compartilhada pelo diretor executivo Rui Costa, que também comentou sobre a situação de Emerson no comando. Para ele, a Chape voltou a ser competitiva e readquiriu o espírito desejado por todos.

– Já dissemos que o Emerson Cris está treinador da Chape, isso é importante para ele, importante para o grupo. A Chape conseguiu retomar o que já tinha feito. O grupo abraçou o caráter, a postura dele que não está por piedade. Nosso time encaixou muito bem, tivemos chances de gol, fomos precisos. Vi o jogo lá de cima e consegui ver bem. Não demos espaço para o Grêmio. O Emerson Cris fez parte da metodologia desse time, conhece profundamente os jogadores. Nosso time encaixou muito bem, tivemos chances de gols. Fomos precisos. Isso é fruto do trabalho e da competência do Emerson. A guarda está levantadíssima – relatou Pimenta.

Ex-volante, Emerson Cris foi revelado pelo Paraná e defendeu Joinville, Bahia, Anapolina e a própria Chapecoense. Na semana passada, um dos nomes especulados pela diretoria do time Condá foi o de Gilson Kleina, que acabou demitido da Ponte Preta no sábado, ou seja, está livre no mercado. Por ora, Emerson Cris está mantido ao menos até quarta-feira, quando a Chape visita o Flamengo, no Luso-Brasileiro, às 19h15. No jogo de ida, em Chapecó, os times ficaram no empate em 0 a 0. Para avançar, o time catarinense precisa de uma vitória simples ou de um empate com gols.

GE