X

Notícias

Com fim da temporada, Inter passa por nova reformulação e inicia dispensas

Esportes, Nacional
-
05/12/2017 09:05

Carlos, Alex Santana e Diego já deixaram o clube. Carlinhos tem o contrato encerrado no final do ano e não renovará, assim como Taiberson e João Afonso

Alex Santana atuou em apenas uma partida pelo Inter (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)
Legenda da foto

Com fim da temporada de 2017, Inter iniciou novo processo de reformulação no elenco. A um passo que vasculha o mercado atrás de reforços, precisa aliviar o caixa para ter mais poder de investimento. Ou seja, trata de realocar jogadores que não serão utilizados pelo técnico Odair Hellmann.

Para o próximo ano, o meio-campista Alex Santana e o atacante Diego foram emprestados ao Paraná. O volante, na verdade, volta ao clube de Curitiba. Tinha sido cedido aos paranistas, mas a direção pediu seu retorno ao Beira-Rio durante a disputa da Série B. Porém, só disputou uma partida pelo clube gaúcho.

Enquanto isso, Diego começou o ano como titular de Antônio Carlos Zago. A demissão do técnico, com a chegada de Guto Ferreira o fez perder espaço. Seu último jogo ocorreu no dia primeiro de agosto, quando o time ganhou do Goiás por 3 a 0. Participou de 21 das 67 partidas da equipe no ano, com dois gols e uma assistência.

Por sua vez, Carlos também deixou o Beira-Rio. O atacante chegou confiante ao Colorado. Estipulou como meta anotar 22 tentos. Não chegou nem perto. Em 31 jogos, só balançou as redes em seis oportunidades. Regressa ao Atlético-MG, no qual tem contrato até o meio de 2019.

Com contrato até 31 de dezembro, o lateral-esquerdo Carlinhos vive situação semelhante. Após um início alentador pelo Inter, frequentou com assiduidade o departamento médico pelos mais diversos problemas (lesões na coxa esquerda, panturrilha direita e apendicite). Em 19 compromissos, conseguiu três assistências.

Há também os que estavam emprestados, mas ficarão sem contrato no final do ano. São os casos de Taiberson, que defendeu o Juventude, e João Afonso, cedido ao Brasil de Pelotas. De volta do Goiás, Aylon tem contrato até primeiro de maio, o que facilita uma liberação para o atacante procurar um novo clube.

O quadro ainda aumentará. Alguns dos jogadores que ajudaram no acesso à elite serão envolvidos em negociações por não terem aprovado. E ainda há aquele que será o principal desafio do departamento de futebol. Recolocar os atletas que voltam de empréstimo.

Com Aylon, são esperados 24 atletas na reapresentação, entre nomes como Anderson e Seijas. A tendência, entretanto, é que apenas Andrigo e Marcinho sejam integrados ao grupo de Odair.

GE