X

Notícias

D’Ale pode dobrar jogos como titular pelo River em 2016

Esportes, Nacional
-
16/08/2017 09:14

Gringo tem 37 partidas e já passou número de atuações pelo time argentino no ano passado; também se aproxima de ser 10º atleta com mais duelos no clube

D'Alessandro em ação pelo Inter contra o Londrina (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Internacional)
Legenda da foto

Após um longo e traumático ano de distância, D’Alessandro voltou ao Inter do empréstimo ao River Plate para retomar sua liderança habitual em um 2017 com a inédita disputa da Série B, após o primeiro rebaixamento da história do clube. O retorno do gringo a Porto Alegre, então com 35 anos, logo levantou interrogações acerca de suas condições físicas para suportar um calendário com quase 70 compromissos. Todas elas dissipadas pelos minutos dentro de campo. Hoje com 36 anos, o meia é o terceiro atleta que mais atuou no elenco colorado e pode dobrar o número de aparições como titular em comparação à última temporada em solo argentino.

“Eu não gosto muito de falar de mim, mas eu com 36 sou um dos que mais joga. Quando falavam que o D’Alessandro ia se machucar, o velhinho está aí, aguentando. Estou jogando 60, 70, 80 minutos por partida” . (D’Alessandro)

Entre Gauchão, Copa do Brasil, Primeira Liga e Série B, o capitão já atuou em 37 partidas em 2017, das quais 35 como titular. Com quatro meses e meio do ano ainda por vir, o gringo já superou em sete o número de jogos disputados em todo o 2016 com a camisa do River Plate, em que participou de um total de 30 partidas – 25 desde o início.

O cronograma de jogos prevê ao menos 19 partidas para o Inter até o final da temporada – número que pode chegar a 21, caso a equipe chegue à final da Primeira Liga. O argentino precisa ser titular em 15 compromissos – totalizando 50 – para dobrar o número de partidas iniciadas em campo, numa comparação com sua passagem pelos Milionários.

O total de partidas com 90 minutos completos também é bastante superior. Ao todo, o gringo só permaneceu em campo até o apito final em sete compromissos pelo River Plate. Em 2017, são 26 partidas sem deixar o gramado para substituições, das quais duas com prorrogação em disputa, na semifinal e na final do Gauchão. Vale lembrar: o argentino sofreu com duas lesões no período em solo natal.

Top-5 de atletas com mais jogos no ano

Até o momento, D’Alessandro é o terceiro atleta que mais atuou pelo Inter na temporada. Está atrás apenas de Uendel (43 jogos) e Rodrigo Dourado (41). Nico López (36) e Danilo Fernandes (35) completam o top-5 de jogadores mais frequentes do Colorado. A explicação para tanta resistência recai sobre um trabalho especial de regeneração e reforço muscular, iniciado pelo gringo ainda em solo argentino. Não raro, D’Alessandro fica fora de atividades com os demais companheiros para fazer atividades à parte, na academia do CT. De quebra, ainda cumpre uma rotina diferenciada com exercícios em horários diferentes dos colegas de elenco.

– Ouvi que fui para o River, que fui reserva, que joguei pouco. Argentina tem dois campeonatos, não tem muitos jogos. Fui poupado porque jogava Libertadores. Mas mesmo assim joguei 30 jogos. Nos primeiros seis meses, passei essa marca do ano passado. O que joguei no River, joguei aqui em seis meses. Se tudo correr bem, vou jogar o dobro. Essa pessoas que torcem muito e falaram que iria machucar, nós damos uma moralzinha para eles – afirma o gringo.

D’Ale se aproxima de top-10 em jogos

Mais experiente e “calejado” após nove anos de clube, D’Ale entende que o peso da idade e a sequência mais pesada de jogos, com partidas na terça-feira e no sábado, demandam, por vezes, preservações. E não se importa de permanecer no banco, caso seja necessário dosar para evitar lesões, em especial após as chegadas de Camilo e Leandro Damião como reforços. Mas o gringo também persegue uma marca emblemática: entrar no top-10 de atletas com mais jogos na história do Inter.

Atualmente, o gringo conta com 377 aparições com a camisa colorada e precisa de 10 para superar Bráulio, dono de 386 partidas. Caso atue em todas as 19 partidas recentes, pode até igualar Mauro Galvão, sétimo, com 396. O ex-atacante Valdomiro é quem mais atuou pelo clube, com 803 jogos.

“Tudo o que acontecer de estatísticas no clube, para mim, é importante. Há pouco, cumpri nove anos no Inter. Ontem (segunda-feira) foi aniversário do meu filho, gaúcho, que tem dois anos. É uma data importantíssima. Não é só o atleta. É a pessoa. A gente acaba sendo cidadão normal, comum em Porto Alegre”

O gringo também dá sua contribuição efetiva com resultados dentro de campo – além da liderança no vestiário, claro. D’Alessandro é o maior garçom colorado na temporada, com nove assistências para gol e tem cinco tentos anotados em 2017. Com o argentino de titular, o Inter volta a campo no próximo sábado, às 16h30, para encarar o ABC, no Frasqueirão, em jogo válido pela 21ª rodada da Série B.

GE