X

Notícias

Dourado cita falta de ritmo com pausa e atenua revés: “Não ia ganhar todas”

Esportes, Nacional
-
13/09/2017 09:21

Suspenso na derrota por 2 a 1 para o Juventude no Alfredo Jaconi, volante voltará ao time neste sábado, contra o Figueirense, após 22 dias sem atuar pelo Inter

Dourado cita falta de ritmo após três semanas sem atuar (Foto: Eduardo Deconto)
Legenda da foto

Suspenso, Rodrigo Dourado foi desfalque do Inter na derrota por 2 a 1 para o Juventude, no último sábado, no Alfredo Jaconi. Mas nem por isso deixa de sentir e assimilar os “reflexos” da partida, seja pelo resultado negativo, seja pela ausência dentro de campo. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o volante minimizou o tropeço que freou a série de seis vitórias consecutivas e tirou a equipe da liderança da Série B. De quebra, ainda lamentou o longo período sem atuar em jogos oficiais.

Prestes a retornar ao time titular para encarar o Figueirense no próximo sábado, o jogador completará 22 dias sem entrar em campo, graças ao gancho, claro, e à longa pausa no calendário para os jogos das Eliminatórias da Copa de 2018. Dourado admite que a parada prejudicar o ritmo de jogo, algo atenuado pela carga de partidas que disputou na temporada. O volante é o segundo que mais atuou, com 46 participações, atrás apenas de Uendel, com 45.

–É ruim ficar sem jogar. Vou ficar quase três semanas sem jogar. Mas a gente tenta fazer o máximo no treino para ser quase igual no jogo. Mas vamos nos preparar porque precisamos de uma vitória sábado. É retomar a sequência de vitórias. A parada é ruim para o ritmo de jogo. A gente acaba perdendo, mas estou treinando forte. Enquanto estavam se preparando para o jogo do Juventude, treinei forte, sábado treinei forte. Para entrar forte. Não só eu, mas a equipe toda – afirma o jogador.

Dourado ainda tratou de contemporizar a perda da liderança com o revés para o Juventude, que ainda findou a série de seis vitórias consecutivas da equipe na temporada. Em sua análise, o volante recorda os momentos de dificuldade vivenciados na Série B para exaltar a fase atual. Mesmo que tenha caído para a vice-liderança, o Colorado ainda tem uma margem de cinco pontos do quinto colocado da competição.

– A gente sabia que não ia ganhar todos jogos. Vinha de uma pontuação muito boa para a gente. O Juventude fez uma boa partida. A gente não fez uma má partida. O empate seria o mais justo. Passou, esquecemos. Sempre quando tem um resultado negativo, a gente liga o sinal de alerta. É normal. A gente já esteve em uma situação muito pior. Estar a dois pontos do líder e com cinco do quinto, não é uma tranquilidade, mas ninguém imaginava que a gente ia conseguir seis vitórias e conseguimos – ressalta Dourado.

O Inter segue a rotina de treinamentos nesta quarta-feira e tem a semana livre para trabalhos até encarar o Figueirense, no próximo sábado, às 16h30, no Beira-Rio, pela 24ª rodada da Série B. O Colorado ocupa a vice-liderança da competição, com 42 pontos – dois a menos que o líder, o América-MG.

GE