X

Notícias

Explosão após show de Ariana Grande deixa 22 mortos em Manchester

Internacional, Notícias
-
23/05/2017 09:52

Segundo a polícia, há também mais de 50 feridos. Caso é tratado como incidente terrorista

Policiais e outras pessoas tentam socorrer feridos após explosão na Manchester Arena durante show da cantora Ariana Grande na noite de segunda-feira (22) (Foto: PA via AP)
Legenda da foto

Uma explosão matou 22 pessoas e feriu outras 59 nesta segunda-feira, 22, perto da Manchester Arena, no Reino Unido, de acordo com a polícia local, que trata o caso como um “incidente terrorista”. Há crianças entre os mortos, mas esse número ainda não foi divulgado.

Inicialmente, a polícia informou que a explosão havia deixado 19 mortos. Na madrugada desta terça, 23, porém, o chefe de polícia de Manchester, Ian Hopkins, atualizou o número de mortos para 22. “Posso confirmar que há crianças entre os mortos”, afirmou Hopkins.

O agente policial informou que há uma investigação em curso para identificar o responsável pelo ataque e para descobrir se o homem atuou sozinho ou como parte de uma rede terrorista.

Hopkins confirmou que o homem morreu na detonação da explosão, mas não explicou se ele está incluindo entre os 22 mortos anunciados.

O estrondo foi ouvido por volta das 22h35 (18h35, no horário de Brasília) ao final do show da cantora americana Ariana Grande, que tem um público majoritariamente formado por crianças e adolescentes. Segundo a Manchester Arena, o incidente ocorreu do lado de fora, em um espaço público.

Fontes de inteligência dos Estados Unidos disseram à rede CNN que investigadores identificaram um homem no local como um provável suicida.

Um representante da gravadora de Ariana disse à revista “Variety” que ela está “ok”. Segundo relatos e vídeos publicados em redes sociais, houve correria na saída do show. Ariana disse, mais tarde, que está ‘despedaçada’.

A Manchester Arena é um ginásio usado para shows e eventos esportivos com capacidade para 21 mil pessoas. A conta oficial do local afirma que o incidente ocorreu do lado de fora, numa área pública.

Não está claro o que causou o estrondo. Algumas testemunhas disseram a veículos da imprensa local que ouviram dois estouros. Os serviços de emergência estão no local. O serviço britânico de trens bloqueou as linhas que saem da estação Victoria, que fica em frente à arena.

Um usuário do Twitter postou o vídeo gravado dentro de um carro que diz ser do momento em que houve a explosão. “Se olhar para a esquerda você vê a explosão e ouve o estouro”, afirmou:

A primeira-ministra britânica Theresa May disse que o governo trabalha para esclarecer o caso. “Estamos trabalhando para estabelecer todos os detalhes do que está sendo tratado pela polícia como um atroz ataque terrorista. Todos os nossos pensamentos estão com as vítimas e as famílias daqueles que foram afetados”, disse May. A premiê deve presidir uma reunião de emergência na manhã desta terça-feira.

A polícia fez uma explosão controlada no jardim da Catedral, também próxima à arena. A rede BBC tinha informado que havia um objeto suspeito, mas a polícia afirmou que eram apenas roupas abandonadas.

Paramédicos ouvidos por um repórter da BBC no local disseram que as vítimas estão sendo tratadas como feridos por “estilhaços”.

‘Explosão’

Uma pessoa identificada como Hannah, que estava no show, disse ao jornal “The Guardian” que houve “uma explosão muito forte, ouvida de dentro da Arena de Manchester, e ela tremeu, então todos gritaram e tentaram sair”. “Quando chegamos lá fora, muitos policiais vieram correndo em direção à área e a estação ferroviária Victoria foi cercada.” Hannah disse que havia pessoas gritando e chorando, e dizendo que haveria uma bomba e um atirador.

Michael Worrall, repórter do canal ITV News foi ao local e disse que viu pessoas saindo da arena com a roupa suja de sangue. Testemunhas disseram a ele que ouviram duas explosões. Este repórter gravou a chegada de um carro do esquadrão antibomba ao local.

Catherine Macfarlane, que estava dentro da arena, disse à agência Reuters que as pessoas tentavam sair do local gritando. “Estávamos saindo e, quando estávamos bem na porta, houve uma grande explosão e todos começaram a gritar”, afirmou. “Foi uma explosão enorme – você podia sentir no peito. Foi caótico”.

Suzy Mitchell, de 26 anos, cujo apartamento está em frente ao local, relatou um enorme estrondo que fez tremer o bairro. Ela disse à agência PA: “Ouvi um enorme estouro da minha cama, e fui para a frente do meu apartamento. Vi todo mundo fugindo em grandes grupos. O estouro foi tão grande que ouvi do meu quarto que está na parte de trás dos blocos de apartamentos”. “Agora, muitos veículos de emergência vão e vêm. Mas não consigo ver nada de substancial, exceto pessoas fugindo e muitos carros”, acrescentou.

G1/ Fronteira Online