X

Notícias

Homem morre e mulher fica gravemente ferida após briga familiar

Notícias, Policial
-
18/09/2017 08:45

A briga começou dentro da casa da família e terminou do lado de fora, na rua Vulpécula, no bairro Jardim Paraíso, na zona Norte da cidade

Crime ocorreu na rua Vulpécula, no bairro Jardim Paraíso Foto: Carolina Wanzuita / A Notícia / A Notícia
Legenda da foto

Uma discussão familiar teve um fim trágico em Joinville. Um homem de 54 anos tentou atirar contra o filho, mas acabou atingindo a mulher dele. Depois disso, atirou contra o próprio peito. A briga começou dentro da casa da família e terminou do lado de fora, na rua Vulpécula, no bairro Jardim Paraíso, na zona Norte da cidade

De acordo com informações repassadas pela Polícia Militar no local da ocorrência, a discussão foi motivada por um dos filhos da família, que seria usuário de drogas. Ele estaria se recuperando do vício, inclusive trabalhando, mas teria sofrido uma recaída durante o fim de semana. O filho saiu de casa na última sexta-feira e retornado apenas no dia seguinte.

A briga, porém, começou na manhã deste domingo. Vizinhos ouviram a família discutindo logo cedo e viram o pai da família, João de Souza, sair de casa. O homem retornou mais tarde, por volta das 14 horas deste domingo, armado.

Foi quando a discussão dentro da casa recomeçou. Vizinhos contaram para a polícia que ouviram três disparos de arma de fogo dentro da residência. Segundo a PM, a suspeita é de que o homem tenha ameaçado o filho durante a briga e que a mulher, ao tentar acalmar a situação, teria se colocado na frente do filho e foi atingida por pelo menos um tiro.

O filho do casal saiu de casa correndo e o pai foi atrás dele.  Paulo Silva, que é vizinho da família e amigo de João, confirma que o jovem é usuário de drogas e viu o momento em que o pai perseguiu o filho correndo com uma arma na mão. Ele conta que falou para o amigo entregar a arma, pois estava de cabeça quente, mas não conseguiu convencer João, quem lembra ser um homem trabalhador com o qual bebia chimarrão.

Segundo Paulo, ele correu mais um pouco atrás do filho até que parou no meio da rua e atirou contra o próprio peito. Ele chegou a ser levado para o PA Leste, onde a equipe médica tentou reanimar o homem, mas ele teve uma parada cardiorrespiratória e acabou morrendo.

— É difícil acreditar no que aconteceu. Eu cheguei a falar pra ele entregar a arma, por um momento ele olhou para mim. Depois, virou a arma para si mesmo e eu não pude fazer nada —, disse.

O filho do casal foi retirado do local e, de acordo com a polícia, estaria em uma casa do bairro. Um outro filho do casal chegou no local da ocorrência muito abalado e em seguida foi levado do local.

Margarida Domingues Vieira de Souza, de 61 anos, foi levada em estado muito grave para o Hospital São José. Segundo informações da Prefeitura, ela foi encaminhada para o centro cirúrgico.

DC