X

Notícias

Lula poderá ser investigado em novo inquérito por obstrução de Justiça, diz jornal

Justiça, Notícias, Política
-
15/05/2017 09:35

Depoimento do petista ao juiz federal Sergio Moro, reforçou as suspeitas de investigadores de que o ex-presidente atuou para que investigados pela força-tarefa destruíssem provas

Foto: Reprodução G1
Legenda da foto

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá se tornar alvo de um novo inquérito na Operação Lava-Jato por obstrução de Justiça. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o depoimento do petista ao juiz federal Sergio Moro, na quarta-feira, 10, reforçou as suspeitas de investigadores de que o ex-presidente atuou para que investigados pela força-tarefa destruíssem provas.

Segundo a publicação, Lula também teria agido para intimidar autoridades durante os três anos desde a deflagração da Lava-Jato, e integrantes da força-tarefa avaliam que há elementos para a abertura de uma nova investigação contra o petista. O ex-presidente já é réu em cinco ações penais — duas delas conduzidas por Moro. Em processo na 10ª Vara Federal do Distrito Federal, Lula é réu sob a suspeita de obstruir a Justiça ao tentar pagar pelo silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró.

No depoimento a Moro, na quarta-feira, Lula afirmou que esteve reunido com três alvos da Lava-Jato após o início da operação. O ex-presidente confirmou os encontros com o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, e com o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, mas negou que tenha cometido irregularidades. Os dois candidatos a delatores, já condenados, sustentam que o petista pediu a destruição de provas ligadas ao esquema de corrupção na Petrobras.

Conforme O Estado de S. Paulo, Lula também confirmou ter se reunido com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. No depoimento, o petista afirmou que foi convidado pelo delator para a inauguração de um navio.

À Justiça, Renato Duque disse que foi procurado em junho de 2014 pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto para marcar um encontro com Lula. Já as reuniões de Lula com Léo Pinheiro e Sergio Machado teria ocorrido em junho de 2014, conforme os delatores.

DC/ Fronteira Online