X

Notícias

Melhor defesa da Série B, Inter sai sem sofrer gol em metade dos jogos com Guto

Esportes, Nacional
-
25/08/2017 11:02
Klaus Inter x Criciúma (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter)
Legenda da foto

Após meses turbulentos, o Inter se consolida no topo da Série B, com possibilidade de assumir a liderança em caso de vitória sobre o Paysandu, nesta sexta-feira, com a solidez defensiva como um dos pilares da retomada. O retrospecto como melhor da competição salta aos olhos, com apenas 14 gols sofridos em 21 rodadas. Mas há outro recorte que evidencia a consolidação do sistema defensivo colorado sob o comando de Guto Ferreira: a equipe saiu sem ser vazada em metade das 18 partidas com o treinador até aqui.

São nove jogos com o zero garantido no placar até aqui (veja todos os duelos abaixo), de um total de 10 compromissos “ilesos” na competição. E boa parte do retrospecto se deve à sequência recente de cinco vitórias consecutivas que alavancaram a equipe à vice-liderança da Série B. Na série invicta, são 13 gols anotados e apenas um sofrido, diante do Londrina, com quatro partidas sem tanto trabalho a Danilo Fernandes.

O próprio goleiro brinca sobre o momento ao dizer que, de fato, tem trabalhado menos na temporada. O bom momento atual coincide com o retorno de Klaus para formar a dupla de zaga com Víctor Cuesta. E não à toa. O zagueiro esteve em campo em oito das 10 partidas da equipe sem sofrer gols na competição.

Mas o mérito não recai apenas sobre o camisa 44. Em sua análise, Danilo divide os louros com todos os seus companheiros de linha – e não apenas com o sistema defensivo. De acordo com o camisa 1, o papel dos atacantes ao marcar alto, com intensidade, a saída de bola adversária facilita para a bola chegar mais “mastigada” à defesa colorada. E é justamente aí que reside um dos trunfos do trabalho de Guto Ferreira, que trabalha esse quesito dia após dia.

– A marcação pressão, a marcação alta. Está sendo o diferencial essa entrega de todos, do Damião, do Sasha, o pessoal, o Nico está entrando muito bem, dando combate lá na frente. Nos ajuda muito. Quando toma gol não é só culpa dos zagueiros e do goleiro. Toma gol é de todo mundo, e quando não toma está todo mundo junto. Dá mais tranquilidade para a gente jogar – analisa o camisa 1.

A boa fase, porém, não torna fácil a “missão” conferida por Guto Ferreira a seu sistema defensivo, logo em seus primeiros dias de trabalho. Com problemas na retaguarda, o treinador traçou como meta da defesa encerrar a Série B com 25 jogos sem sofrer gols, após a vitória por 4 a 2 sobre o Náutico, lanterna à época. Com 17 partidas a disputar, o Inter tem de sair sem ser vazado de 15. Ou seja: terá de manter sua defesa ilesa em 88% dos compromissos até o final da temporada.

Com a defesa em alta, o Inter retoma os treinamentos na tarde desta quinta-feira, no CT do Parque Gigante. Atual vice-líder, o Colorado volta a campo na próxima sexta-feira, às 21h30, quando enfrenta o Paysandu, no Beira-Rio, pela 22ª rodada da Série B. A equipe precisa de uma vitória para assumir a liderança isolada da competição.

GE