X

Notícias

Menina vai ao HRO de São Miguel do Oeste, com queimaduras nos pés e acaba morrendo, caso será investigado pela polícia

Notícias, Policial
-
26/02/2018 11:36

A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso vai abrir um inquérito policial para investigar a morte da menina que completaria quatro anos amanhã

Foto: Divulgação / PORTAL PEPERI
Legenda da foto

Após uma denúncia por suposto erro médico, a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, deverá abrir um inquérito policial para investigar a morte de uma menina de 3 anos, ocorrida neste final de semana no Hospital Regional em São Miguel do Oeste.

Segundo as informações do Portal Peperi, os pais da menina procuraram a polícia e fizeram um boletim de ocorrência sobre o fato na manhã desta segunda-feira, 26.

Segundo os familiares, a menina, moradora do bairro São Gotardo, sofreu um acidente doméstico na tarde de sábado, 24. O fato teria ocorrido na casa dos avós da criança na Linha Nereu Ramos.

No local, conforme os pais, Lara Bianchetti, de 03 anos, teria queimado os pés ao pisar em brasas. Logo após os fatos a menina foi levada ao Hospital Regional, onde foi atendida e recebeu os devidos cuidado, no entanto, acabou morrendo nas primeiras horas da manhã de domingo, 25.

À família os médicos teriam dito que a menina morreu em decorrência de complicações no pulmão. A família no entanto suspeita de erro médico.

A tia da criança, Ortenila Scheneider disse em entrevista à Peperi que a menina chegou no hospital para tratar uma queimadura nos pés e acabou morrendo. Ela afirmou que alguma “coisa deu errada”.

Após o registro do boletim de ocorrência, a DPCAMI vai investigar o caso e eventuais responsabilidades sobre a morte da menina. Segundo a delegada Joelma Stang, o inquérito será instaurado ainda hoje.

No início serão cotados os depoimentos da família e dos profissionais que atuaram no atendimento. A delegada, também aguarda o resultado dos exames do IML.

Lara Camilli Bianchetti completaria quatro anos de idade amanhã.

R Peperi/ Fronteira Online