X

Notícias

“Mexeu com um policial, mexeu com todos”, diz delegado após ataque

Notícias
-
15/08/2017 15:00

Declaração foi dada após ataque a policiais civis no Recanto das Emas, na noite desta segunda. Reação mobilizou mais de 100 agentes

Foto: Reprodução
Legenda da foto

Policiais civis de diversas delegacias do Distrito Federal se mobilizaram e conseguiram apreender um adolescente de 12 anos e prender um homem envolvidos no episódio que terminou em agressão aos agentes de policia. Um equipe tive a viatura da corporação apedrejada, após prender dois suspeitos que estavam em um veículo roubado no Recanto das Emas, na noite desta segunda-feira, 14.

A ação dos moradores fez com que a dupla fosse libertada e os policiais saíssem do local. Horas após o fato, centenas de agentes, delegados e até mesmo policiais aposentados se reuniram na 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas) e seguiram em comboio para a região onde os suspeitos tinham sido soltos. A operação também contou com auxílio do helicóptero da Polícia Civil.

Aguiar também garantiu que a polícia vai investigar os envolvidos no ataque aos agentes de polícia. “Essa é uma resposta: a polícia manda no Recanto das Emas. Podemos ter uma legislação frouxa, mas a polícia continuará atuando de forma rigorosa na captura desses criminosos”, destacou.

Ontem, quando eles (os criminosos) viram o aparato policial, se esconderam igual rato. Encontramos um acuado em cima do telhado e outro escondido em uma casa. Mexeu com um policial, mexeu com todos”

O trabalho conjunto, que também contou com a participação de policiais militares, resultou na apreensão de um adolescente, que estava no veículo roubado. Ezio de Castro Bruno, conhecido como Galego, de 21 anos, também foi preso. Durante a ação, os policiais ainda identificaram um terceiro criminoso, sem relação com o caso do veículo roubado, mas que tinha mandado de prisão em aberto e acabou preso.

Um outro suspeito que estava no veículo segue foragido mas, segundo o delegado-chefe da 27ª DP, Pablo Aguiar, ele já está sendo monitorado pelos investigadores. “Temos algumas informações sobre locais que costuma frequentar. Não tenho dúvidas de que será preso também”, afirmou. No total, cerca de 50 viaturas e 100 policiais se deslocaram até o local do crime em apoio aos colegas que foram agredidos.

Confusão
Mais cedo, uma equipe do plantão da 27ª DP estava da região da Favelinha, no Recanto das Emas, atendendo uma ocorrência de localização de veículo. Três criminosos estavam em um Celta, que havia sido roubado em Ceilândia.

Após perseguição, o Celta bateu e os ocupantes do carro tentaram fugir. Um homem, que estava armado, segue foragido. Os outros dois foram presos. Os moradores reagiram e jogaram pedras e pedaços de madeira em direção aos policiais. No momento em que os agentes tentavam controlar a população, alguns moradores abriram o cubículo da viatura e deram fuga aos criminosos. Um policial chegou a ficar ferido.

A equipe pediu apoio, via rádio. O pedido foi atendido por diversos policiais civis e militares, compondo uma grande operação para recapturar os criminosos. O adolescente apreendido na operação conjunta afirmou que estava ao volante do carro roubado e que um dos envolvidos, durante a perseguição, ligou para comparsas pedindo para que todos fossem para rua enfrentar os policiais. O menor foi autuado por ato infracional análogo ao crime de receptação de veículo roubado.

Roubo
O veículo usado pelos criminosos havia sido roubado na QNN 10 de Ceilândia por volta das 16h. A vítima chegou a ir na 27ª DP, mas não reconheceu os presos como autores do crime. Com isso, eles foram autuados apenas como receptadores.

Segundo a mulher, ela foi rendida por dois homens. Um deles estava armado. Questionados, o adolescente e o maior não informaram onde conseguiram o Celta, mas revelaram que pretendiam praticar assaltos e roubos nas regiões do Recanto das Emas e Riacho Fundo usado o automóvel.

Metrópoles/Fronteira Online