X

Notícias

Morador de albergue passa em 3º lugar em concurso público e comemora

Educação, Notícias
-
30/09/2017 15:22

Joel Marques passou em um concurso do IBGE. Ex-usuário de drogas, ele foi morar em albergue após perder a própria casa em Santa Cruz do Sul

Foto: Reprodução G1
Legenda da foto

Um homem que começou o ano sem emprego, sem lugar para morar e envolvido com drogas deu a volta por cima. Joel Marques, morador do Albergue Municipal de Santa Cruz do Sul, passou em terceiro lugar em um concurso público do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para atuar como recenseador no Censo Agropecuário 2017.

“Eu estou muito feliz com isso, porque a tendência era eu ficar desesperado, desanimar, né? Mas eu quero dar a volta por cima e esse é o primeiro passo”, afirma.

A vitória de Joel Marques está registrada com destaque em uma faixa no pátio do albergue. Após a conquista, ele virou motivo de orgulho para os funcionários e de exemplo para os amigos.

“Muitas pessoas que tem casa, estudo, não conseguiram. E ele aqui, no albergue, numa situação bem precária, conseguiu”, diz Noé Mateus Gonçalves dos Santos, que também é morador do albergue.

E essa conquista marcou o início de um novo capítulo na vida de Joel. Ele, que no início do ano estava desempregado e era usuário de drogas, perdeu o único bem que tinha: sua casa.

“A minha casa desabou, por causa do cupim. Era uma área de enchente, as madeiras estavam muito podres, e eu não tinha condições de reformar. E teve um dia que desabou, ainda bem que eu não estava dentro de casa”, lembra.

Joel foi acolhido no albergue pelo coordenador da entidade, Claudiomiro de Oliveira.

“Naquele momento ele disse pra mim: ‘Seu Claudio, eu não quero trabalhar agora, eu quero focar nos estudos’. Aí eu perguntei pra ele: ‘Mas estudo do que, Joel’? E ele me disse: ‘Eu tenho uma prova pra fazer e daqui uns dias eu vou fazer e passar’. E naquele momento eu acreditei nele”, conta.

O local, que recebe moradores apenas à noite, para dormir, passou a abrigar o estudante durante o dia também. Joel, que tem o ensino médio completo, passava as tardes estudando em um canto, na área da administração.

“Fiquei sabendo que tinha tudo na internet, e que eu podia estudar pelo computador”, diz.

Entre os 66 concorrentes, Joel ficou em terceiro lugar no concurso. A vaga é temporária, mas os próximos planos do recenseador do IBGE já estão bem definidos.

“Quero continuar estudando e continuar fazendo concurso para conseguir um trabalho bom”, afirma.

G1