X

Notícias

Muitas polêmicas: veja como cresceu tanto a rivalidade entre Palmeiras e Santos

Esportes, Nacional
-
28/09/2017 09:27

Protagonistas de clássicos intensos nos últimos anos, Verdão e Peixe voltam a se enfrentar neste sábado em momento decisivo da temporada

Festa do título brasileiro de 2016 do Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)
Legenda da foto

Palmeiras e Santos têm protagonizado nos últimos três anos a principal rivalidade do futebol paulista, com disputa de títulos, polêmicas e provocações. Os rivais voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 19h, na arena alviverde, em jogo tratado como decisivo para as pretensões dos dois no Campeonato Brasileiro.

No G-4 do torneio, Verdão, quarto colocado com 43 pontos, e Peixe, vice-líder com 44, duelam para ver quem ainda pode pensar em se aproximar do Corinthians na liderança – o primeiro colocado soma 54 pontos, a 13 rodadas do fim da competição.

De 2015 para cá, palmeirenses e santistas se acostumaram a decisões. Enquanto o clube da Baixada levou a melhor nos Paulistas de 2015 e 2016, o time da capital venceu a Copa do Brasil de 2015 e o Brasileirão de 2016, em competições que tiveram o Peixe como vice.

Além dos títulos, os clássicos das últimas três temporadas foram marcados por polêmicas, provocações e grandes jogos. Relembre alguns momentos desse histórico recente:

Os títulos do Santos

A final do Paulistão de 2015 foi o estopim para que a rivalidade entre as equipes voltasse com tudo. No jogo de ida, após Dudu desperdiçar cobrança de pênalti, Ricardo Oliveira fez questão de comemorar o erro do rival aos berros em frente ao camisa 7. Tal atitude foi vista como provocação pelos palmeirenses, que venceram por 1 a 0.

Um vídeo vazado após o jogo mostrava Robinho, Gabigol e Alison cantando um funk no qual Robinho dizia: “Vamos detonar o Palmeiras, o meu Peixão é que vai vencer”.

GE