X

Notícias

Palestra detalha potencial genético disponível aos produtores de leite de Dionísio Cerqueira

Geral, Notícias
-
21/05/2017 11:14

Novo banco de sêmen desmistifica imagem de que material público é de baixa qualidade

Foto: Divulgação Ascom
Legenda da foto

Uma nova proposta de incentivo à cadeia produtiva de leite em Dionísio Cerqueira, promete derrubar por terra a imagem de que o material genético fornecido com subsídio público é de baixa qualidade. Assuntos referentes ao tema foram explicados pelo gerente de genética importada na Semex – uma das maiores empresas no segmento de genética animal – Luis Felipe de Mello, na manhã de quarta-feira, 17, no auditório da prefeitura.

Mello detalhou aos produtores e equipe técnica da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente fatos que demonstram a qualidade do material que será disponibilizado, “Os touros que estão à disposição estão entre os melhores disponíveis no mercado brasileiro e por serem importados tiveram que passar por avaliações e provas que normalmente os touros nacionais não são submetidos. Provas como o da Interbull, órgão ligado a criadores europeus e americanos que tem reconhecimento internacional, além de testes genômicos, que oferecem ótimas certificações para gerar progênitos que certamente vão melhorar o plantel existente no município”, afirmou.

O palestrante relatou ainda detalhes do trabalho desenvolvido pela empresa para obter o melhoramento genético e deu dicas e orientações para identificar os melhores animais e de como elevar a produtividade na fazenda. Também respondeu questionamentos dos produtores.

Incentivo

O Secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Claudiomiro Pavan, ressaltou a preocupação em fornecer sêmem que realmente eleve o padrão genético do rebanho local, “Nós priorizamos uma licitação que pudesse atrair produto de alta qualidade e que tenha embasamento genético certificada, seguindo o que a própria Epagri recomenda. Chega dessa história de comprar por menor preço, com qualidade questionável. Tem que ter concorrência, mas produto que tenha mais reconhecimento e comprovação de qualidade”, afirmou Pavan.

O secretário falou ainda sobreo Projeto de Lei que tramita na Câmara de vereadores e que prevê um novo método de incentivo aos produtores disponibilizando doses de sêmem gratuito, desde que apresentem notas de venda do seu leite. Como o produtor terá opção de escolher entre 6 touros (4 holandês e 2 Jersey) – e cada um tem um custo diferente – o benefício concedido estará entre 3 e 7 mil litros declarados. “A escolha fica com o produtor. Se quer uma dose do touro mais caro terá que acumular mais leite. Se quer do menor, a cada 3 mil litros já tem direito. Mesmo assim, são todos touros qualificados pela empresa”, ressaltou Pavan, que acredita em votação do projeto na próxima semana e liberação do programa em poucos dias.

O que é a Interbull

Interbull é um “Sistema Internacional de Avaliação de Touros”, sediado na Suécia, com 34 países membros. O objetivo é o desenvolvimento e padronização das avaliações genéticas internacionais dos bovinos, incluindo 6 raças (Holandês, Ayrshire, Pardo Suíço, Guernsey, Jersey e Simental) e 6 grupos de características (produção de leite, saúde do úbere, conformação, longevidade, facilidade de parto e características de fertilidade das fêmeas).

A metodologia utilizada é o “MACE” (Avaliação Múltipla entre Países), apresentando duas vantagens em relação a outros métodos: utiliza todas as relações conhecidas entre os animais e considera a possibilidade de ocorrência de interação genótipo x ambiente nos diferentes países.

Dessa forma, em países com condições climáticas e sistemas de produção semelhantes seria possível utilizar touros provenientes de diferentes países aumentando assim a intensidade de seleção e o progresso genético.

Ascom