X

Notícias

PM se joga na frente de tiros para salvar homem em assalto a ônibus no PR

Notícias, Policial
-
26/09/2017 19:08

Assalto que resultou na morte de uma jovem de 24 anos durante o fim da semana não teve um fim mais trágico graças à ação heroica de policial

Policial estava no ônibus quando se jogou na frente de passageiro para salvá-lo dos disparos. (Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo/Arquivo)
Legenda da foto

Por muito pouco, o assalto ao ônibus em Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba que resultou na morte de duas pessoas no último sábado, 23, não teve uma terceira vítima. Um dos passageiros teria sido confundido com um membro do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) pelos criminosos e foi salvo graças a um policial militar aposentado que também estava no veículo e se jogou na frente dos disparos para protegê-lo.

Segundo relatos de quem testemunhou toda a ação, os assaltantes acreditaram que o rapaz fazia parte do Bope, já que usava uma camiseta que fazia menção ao grupo, usada em corridas. Quando o viram, logo dispararam. Foi então que um policial militar aposentado, equipado com um colete à prova de balas, interveio para evitar a execução.

“O PM, que até então estava quieto, se jogou na frente desse rapaz e levou os tiros no lugar dele, enquanto trocava tiros com os bandidos”, conta Alex Rogério Sabal, irmão de uma das vítimas do assalto. Sua irmã, Larissa Morgana Ferreira, foi atingida durante a troca de tiros entre o policial e os criminosos e morreu no local.

De acordo com Sabal, a família crê que o disparo que matou a garota partiu da arma de um dos assaltantes. “Eu acredito que o disparo não veio pelo policial. E sequer o condeno, porque se fosse eu, no lugar dele, teria feito a mesma coisa. Teria a mesma reação”, afirma.

Em nota, a Polícia Militar confirmou que o policial da reserva reagiu a tentativa de assalto depois que o rapaz com a camiseta do Bope foi rendido. Segundo a PM, quatro homens entraram no ônibus e um deles colocou o homem deitado no chão depois que viu a roupa que ele usava.

O policial tentou abordar os assaltantes e reagiu disparando contra eles. Um dos bandidos morreu no local. Além de Larissa, outras três pessoas e o próprio policial também se feriram. O PM levou quatro tiros, dois deles no colete.

Com o homem que morreu, os policiais apreenderam um revólver de calibre 38. Conforme a PM, o caso está sendo investigado pela Delegacia de Almirante Tamandaré e o 22º Batalhão da PM vai apurar a situação, paralelamente, por meio de procedimento administrativo.

Gazeta do Povo