X

Notícias

Polícia britânica divulga imagem de homem-bomba de Manchester

Internacional, Notícias
-
28/05/2017 08:02

Salman Abedi, britânico de 22 anos de ascendência líbia, morreu na explosão. Imagem mostra Abedi vestido com tênis, jeans, casaco escuro e boné de beisebol e uma mochila nas costas

Imagem de câmera de segurança mostra Salman Abedi, em um lugar não revelado, na noite do atentado na Arena Manchester (Foto: Polícia de Manchester via AP)
Legenda da foto

A polícia britânica divulgou neste sábado, 27, uma imagem de câmeras de vigilância de Salman Abedi, homem-bomba autor do atentado que deixou 22 mortos e 116 feridos em Manchester após um show da cantora Adriana Grande na segunda-feira, 22.

As autoridades dizem estar fazendo importantes avanços para esclarecer o ataque, mas reconhecem que ainda existem lacunas na investigação.

Ontem, a Grã-Bretanha reduziu seu nível de alerta de terror, de “crítico” para “severo”, mas a segurança continua reforçada, com policiais e soldados mobilizados em jogos de futebol, concertos de música e outros eventos que reúnem grandes multidões.

Salman Abedi, um britânico de 22 anos de ascendência líbia, morreu na explosão da Arena Manchester. A imagem divulgada pela polícia mostra Abedi vestido com tênis, jeans, casaco escuro e boné de beisebol. Nos ombros, carrega uma mochila.

O chefe de polícia de Manchester, Ian Hopkins, e o coordenador nacional das políticas de combate ao terrorismo, Neil Basu, pediram às pessoas para avisarem a polícia se tiverem informações sobre as atividades Abedi realizadas entre 18 de maio e a segunda-feira passada.

“Nos últimos cinco dias reunimos informações significativas sobre Abedi, seus associados, suas finanças, lugares onde eles estavam”, afirmam Hopkins e Basu em comunicado. “Nossas prioridades são entender o terrível incidente antes deste período e se mais pessoas estavam envolvidas no planejamento do ataque”.

Alerta ‘severo’

A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou que a atividade policial e as várias detenções dos últimos dias resultaram na redução do nível de alerta de “crítico” para “severo”. Ontem, a polícia britânica prendeu mais 2 suspeitos de ligação com o ataque, elevando para 11 o número de pessoas mantidas sob custódia.

Uma ameaça “séria” ainda significa que um ataque é “altamente provável”, segundo a escala estabelecida pela Grã-Bretanha, e a premiê pediu aos britânicos para se manterem vigilantes, dizendo que os soldados permanecerão em locais ocupados durante o fim de semana, mas começariam a reduzir a sua presença nas ruas a partir de terça-feira, 30.

G1/Fronteira Online