X

Notícias

Preocupado com desgaste, Inter aposta na força do grupo contra o Santa Cruz

Esportes, Nacional
-
30/09/2017 09:53

Colorado busca consolidar bom momento e aumentar vantagem na liderança da Série B. Partida começa às 16h30 deste sábado, no Beira-Rio

Guto Ferreira deve usar time misto contra o Santa Cruz (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Internacional)
Legenda da foto

O acesso à Série A está cada vez mais próximo, mas Guto Ferreira não pretende correr o risco de perder qualquer peça de seu elenco com uma lesão que demande um longo período de recuperação. Até por isso, o técnico adota o mistério e evita confirmar a escalação para o duelo deste sábado contra o Santa Cruz, às 16h30, pela 27ª rodada da Série B. Porém, a tendência é que poupe os jogadores mais desgastados e utilize um time misto no Beira-Rio.

Na sexta-feira, como de praxe, o treinador se aproximou dos jornalistas para uma conversa informal durante o treino no CT do Parque Gigante. Informou que, em razão do pouco tempo de recuperação entre a vitória por 2 a 1 sobre o América-MG, na última quarta-feira, e o confronto contra o Santa Cruz, optou por passar um vídeo com jogadas dos adversários em vez de comandar um treino tático.

Depois, o grupo acabou submetido ao exame de creatina quinase (CK), que analisa os níveis sanguíneos dos jogadores para detectar se há um indicativo de desgaste que possa aumentar a possibilidade de lesão. O treinador demonstrou preocupação com a maratona de partidas, mas quando questionado sobre quem seria poupado, brincou ao dizer para os repórteres apostarem qual seria a escalação, que será revelada 45 minutos antes da partida.

A tendência, porém, é de um time misto. Além do cansaço pelo grande número de partidas – Rodrigo Dourado tem 46, D’Alessandro, 41, Víctor Cuesta, 32 e Edenílson, 28, por exemplo – há uma gama de pendurados com dois cartões amarelos (Cuesta, Felipe Gutiérrez, Edenílson, Leandro Damião, Diego e William Pottker).

A ideia é contar com a força do grupo. Até porque, já na terça, há um confronto com o Paraná na Arena da Baixada, que abriu a rodada em terceiro lugar na tabela, com 46 pontos, mas perdeu para o Figueirense por 1 a 0. Na avaliação dos colorados, independentemente de quem entrar em campo, o Inter tem condições de manter o padrão de atuação.

– Quanto mais mantiver o time é melhor. Os jogadores se conhecem, sabem a movimentação. Mas, independentemente de mesclar ou não, o Guto sempre treina os dois times da mesma forma. Quem entra, sabe o que fazer – atesta Eduardo Sasha.

Assim, atletas que não atuam há um longo período devem receber uma oportunidade. É o caso de Carlinhos, que deve ocupar o lugar vago pela suspensão de Uendel. A última partida do lateral-esquerdo ocorreu no distante 1º de julho. Na ocasião, o Inter perdeu para o Boa Esporte por 1 a 0, pela 11ª rodada da Série B.

Outro cotado para entrar no time é Carlos, que chegou até a sobrar de algumas listas de relacionados. O atacante não entra em campo há um mês, quando o time perdeu por 1 a 0 para o Atlético-MG, em duelo pela Primeira Liga.

Outros jogadores, que receberam oportunidades em um período mais recente, buscam convencer o chefe que merecem mais tempo em campo. São os casos de Danilo Silva, Charles, Felipe Gutiérrez e Camilo. Esse último foi o autor da assistência para Nico López, que garantiu o triunfo sobre o Coelho, na última rodada.

Com a força do grupo à prova, Guto ainda busca abrir vantagem na liderança da Série B e ficar mais próximo do retorno à elite. Os gaúchos estão no topo da competição com 51 pontos, enquanto os pernambucanos aparecem em 16º na tabela, com 29.

GE