X

Notícias

Renato admite sentir “gosto” de vitória, mas valoriza empate: “De bom tamanho”

Esportes, Internacional
-
28/02/2018 08:30

Treinador lamenta erro na bola aérea em gol sofrido no 1 a 1 contra o Defensor, nesta terça, na estreia na Libertadores

Renato valoriza ponto somado fora de casa em estreia na Libertadores (Foto: Eduardo Moura)
Legenda da foto

O Grêmio até deixou a vitória escapar contra o Defensor nesta terça-feira, após dominar a partida durante os 90 minutos, abrir o placar e ceder o 1 a 1 nos minutos finais, no Estádio Luis Franzini, em Montevidéu. Mas Renato Portaluppi não deixa de valorizar o ponto somado fora de casa na estreia gremista na Libertadores em que o clube defende o título conquistado em novembro passado.

Na entrevista coletiva depois do duelo, o treinador admitiu que o primeiro tempo “não foi dos melhores” e tratou de exaltar os esforços de sua equipe, que perseguiu o gol contra um rival recuado, que se defendeu num 5-4-1 bem fechado. Mas também apontou o erro crucial do sistema defensivo no gol do Defensor, anotado por Maulella sem sequer sair do chão, livre, após cobrança de escanteio.

– Primeiro tempo não foi dos melhores, principalmente na parte técnica. Sempre muito difícil jogar com um adversário com uma linha de quatro e outra de cinco. Esperando só um erro do time, em um contra-ataque. Fizemos algumas mudanças, conseguimos o que era difícil, que era fazer o gol. Infelizmente tomamos um gol que não costumamos. O adversário pulou sozinho. Como foi uma falha nossa, deixamos de vencer. De bom tamanho o ponto, mas aquele gosto de que poderíamos ter saído com a vitória – avalia.

O treinador reiterou ainda o estágio inicial de preparação de seus comandados, que se reapresentaram para trabalhos apenas em 18 de janeiro, em férias atrasadas pela disputa do Mundial, em dezembro. Em seu discurso recorrente, Renato admitiu que sua equipe não rende o “ideal”, mas tratou de deixar claro que é natural, por ser um início de temporada com apenas cinco jogos disputados – e um título conquistado.

– É um pouco de tudo, mais por falta de ritmo de jogo. O campeonato começou, meu time estava de férias. Aí, tivemos uma disputa de competição em duas partidas que preparamos melhor, conquistamos o título. Lógico que a gente está devendo, mas só na sequência dos jogos que vamos atingir o que vínhamos fazendo. Conquistamos em 30 dias um título. Alguns jogadores novos, distante do ritmo necessário. Essa melhora só vai vir na sequência dos jogos. Hoje, todo mundo vê o Grêmio como campeão. Todo mundo quer correr. Não é fácil furar o bloqueio – ressalta o técnico.

O empate faz Grêmio e Defensor dividirem a segunda colocação do Grupo 1, com um ponto cada. O líder é o Cerro Porteño, que estreou com vitória sobre o Monagas, da Venezuela, fora de casa. Após a estreia, o Tricolor dirige seu foco total às últimas rodadas da primeira fase do Gauchão, em busca de uma vaga nas quartas de final.

A equipe volta a campo no domingo, às 17h, quando encara o Juventude, no Alfredo Jaconi, pela 10ª rodada do estadual. Pela Libertadores, o próximo compromisso está marcado para 4 de abril, às 19h15, na Arena, contra o Monagas, da Venezuela.

GE