X

Notícias

Servidora do Ministério da Justiça sofre sequestro relâmpago 

Notícias
-
16/08/2017 14:37

Enquanto um dos bandidos fazia um saque de R$ 800 na conta dela, a vítima permaneceu no veículo sob ameaça de uma faca

Foto: Reprodução
Legenda da foto

Uma assessora do Ministério da Justiça foi vítima de sequestro relâmpago na noite desta terça feira, 15. Segundo a Polícia Civil, a servidora chegava em seu carro, estacionado em frente ao banco Santander da 408 Sul, por volta das 20h, quando foi abordada por dois homens armados. Ao ser ouvida na 5ª DP (área central), contou que os bandidos anunciaram: “Não grita, não reage. Vamos levar você e seu carro. Isso é um sequestro relâmpago.”

Ela foi obrigada a permanecer dentro do carro e acabou levada até Águas Lindas (GO), Entorno do DF. Os criminosos roubaram o veículo Honda/Fit, cor preta, o celular e sacaram R$ 800 em um shopping do município goiano. Enquanto um deles fazia a transação bancária, a vítima permanecia no veículo sob ameaça de uma faca.

Depois de permanecer duas horas em poder dos sequestradores, a assessora foi abandonada, por volta das 22h, em local ermo na BR-070.

Segundo dados do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol), em julho foram registrados 50 ocorrências de sequestro relâmpago no DF. Em agosto, até o dia 15, já são 23 registros. A Polícia Civil não confirmou os números até a publicação desta reportagem.

Morte na Asa Norte
O crime ocorreu quase dez dias depois da morte da servidora do Ministério da Cultura Maria Vanessa Veiga Esteves, 55 anos, na 408 Norte.

Ela foi assassinada por volta das 23h do último dia 8, quando chegava em casa. A servidora foi abordada por dois homens no estacionamento do bloco em que residia. Os bandidos pediram a bolsa dela. Segundo as investigações, ela se negou a entregar as chaves do carro e, por isso, foi esfaqueada nas costas e morreu no local.

Metrópoles/Fronteira Online