X

Notícias

Telas hackeadas podem comprometer segurança de smartphones na troca

Notícias, Tecnologia
-
22/08/2017 14:16

Estudo afirma que peças com chip malicioso podem servir de porta de entrada para invasão do aparelho

Conserto de tela de um Galaxy S8, da Samsung, pode chegar a R$ 1,8 mil (Foto: Felipe Hevia/Arquivo pessoal)
Legenda da foto

Um estudo publicado pela Universidade Ben-Gurion de Negev, em Israel, afirma que telas hackeadas podem comprometer a segurança de smartphones após uma troca.

Através de um chip infectado instalado nas peças, pesquisadores conseguiram assumir o controle de dois aparelhos de teste com o Android, um Huawei Nexus 6P e um LG G Pad 7.0.

Celulares com as telas podem gravar as fotos ou dados de usuários, ou usar sites falsos para explorar vulnerabilidades e passar a controlar o aparelho.

Segundo o estudo, o ataque é muito difícil de detectar, e programas de anti-vírus não conseguem detectá-lo.

Considerando que consertos de telas quebradas representam 80% dos serviços feitos por assistências técnicas entrevistadas pelo G1, e que a instalação do chip necessita de acesso físico ao aparelho, é importante tomar cuidado ao escolher um local para a troca.

G1/Fronteira Online