X

Notícias

Tropeços do Corinthians abrem brecha, e Grêmio vê título do Brasileiro “aberto”

Esportes, Nacional
-
28/08/2017 09:31

Dez pontos atrás do Timão, mas com um jogo a menos e o confronto direto, Tricolor luta para descontar a desvantagem e tentar acabar com o título do nacional

Renato garante que Grêmio lutará para conquistar o Brasileirão (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
Legenda da foto

Os recentes tropeços do Corinthians reacenderam a esperança do Grêmio no Campeonato Brasileiro. Com a derrota do Timão em casa para o Atlético-GO, no sábado, o Tricolor ganha a chance de reduzir para sete pontos a diferença no campeonato, já que conta com uma partida a menos – o duelo diante do Sport foi adiado para o próximo sábado, na Arena.

As derrotas no segundo turno fizeram com que o aproveitamento do Corinthians caísse para 75,8%, contra 63,5% do Grêmio. Essa conjectura faz com que a direção gremista veja um Brasileirão “aberto”. E o clube já se coloca na obrigação de vencer o próximo jogo pela competição.

– Nós entendemos que o Brasileirão está aberto. Essa derrota representa a possibilidade de encostar no Corinthians. Está ao alcance. Faz com que a campanha volte para a normalidade. Nós imaginamos que o campeão fique com aproveitamento entre 66% e 70% – avalia o vice de futebol Odorico Roman, em entrevista para a Rádio Gaúcha.

Coincidentemente, os resultados negativos do clube paulista aconteceram após a proferia de Renato, de que o Corinthians “despencaria” – mesmo que o treinador tenha se retratado posteriormente. No entanto, as derrotas para Vitória e Atlético-GO (ambos por 1 a 0) na Arena mostram que os paulistas não são imbatíveis e também tropeçarão ao longo da competição.

O Corinthians ainda lidera com folga, é verdade. Soma 50 pontos. Dez à frente do Grêmio. Porém, tem uma partida a mais que os gaúchos. E, para completar e empolgar os gaúchos, há o confronto direto entre os clubes.

Por mais que o duelo ocorra em Itaquera, os comandados de Renato Portaluppi podem cortar para quatro. Ou seja, faltaria neste cenário favorável 15 rodadas para buscar esta distância. O que se mostra bem mais palpável.

– Acredito na mobilização plena do grupo. Em relação ao Brasileirão, deixa correr. O Grêmio fará sua parte. Deixar os tropeços acontecerem. Com este cenário, facilita um pouco nossa vida no Brasileiro. Agora, temos que analisar algumas situações – declarou o presidente Romildo Bolzan.

E esta conjuntura faz o tricolor lembrar de 2008. Na ocasião, o Grêmio, comandado por Celso Roth, venceu o primeiro turno com 41 pontos, cinco à frente do Cruzeiro e oito do São Paulo, então quarto colocado. E o Tricolor paulista encerrou com o título da competição naquele ano.

Na primeira rodada do returno, os gaúchos venceram os paulistas por 1 a 0 e aumentaram a distância para 11 pontos, que caíram para o quinto posto. Todavia, o time de Muricy Ramalho iniciou a recuperação e foi campeão com 75 pontos, três a mais que o Grêmio.

Resta ver como o Tricolor se portará nas rodadas restantes. Apesar da eliminação na Copa do Brasil, o time ainda disputa a Libertadores e Primeira Liga. Esta última será disputada com o grupo de transição. A prioridade permanece como o torneio continental, mas o técnico promete lutar pelo Brasileirão:

– O Grêmio nunca deu as costas ao Brasileirão, mas é impossível jogar sempre com a mesma equipe. O planejamento não mudará muito. Temos mais duas competições. Correremos atrás do Brasileiro e Libertadores. Nunca deixamos de lado. Mas jogar só com uma equipe todas era impossível. Quando chegar às vésperas da Libertadores, precisaremos poupar.

Após o final de semana de folga, o Grêmio retorna às atividades nesta segunda-feira. O treinamento está previsto para ocorrer às 9h. O estímulo está dado. Resta cumprir em campo. No sábado, às 16h, a equipe recebe o Sport na Arena.

GE