X

Notícias

Um ano depois, mulher acha cão perdido em anúncio na web e resgate vira caso de polícia

Geral, Notícias
-
13/04/2018 12:12

Moradora de Itapetininga (SP) diz que reconheceu o animal em um anúncio para achar 'namorada' para cão. Segundo a polícia, anunciantes não quiseram devolver e animal foi resgatado após Justiça expedir mandado de busca e apreensão

Filha de Silmara Ribeiro, de oito anos, com o cachorro da família (Foto: Arquivo Pessoal/Silmara Ribeiro)
Legenda da foto

O acaso fez com que a moradora de Itapetininga (SP) Silmara Ribeiro do Amaral encontrasse o cachorro da família que estava desaparecido há um ano. Foi em um site de anúncios que ela reconheceu o animal da raça Pug na foto divulgada e teve certeza que era o Gordo, seu bichinho de estimação.

Porém, o final feliz não foi tão fácil conquistar. O casal que estava com o cachorro não quis devolvê-lo e o caso foi parar na delegacia.

“O Gordo sumiu há um ano. Minha filha tem 8 anos e ela chorou muito. Fizemos campanha nas redes sociais, colocamos cartazes no bairro e nada. Já tinha perdido a esperança. Mas, no final de março estava vendo o site de anúncios e tinha um que dizia que estavam em busca de uma fêmea para cruzar com um Pug. Quando vi a foto reconheci ele na hora. Ele morou com a gente por três anos. Tive certeza que era ele”, conta.

Silmara afirma que viu que o anunciante também era de Itapetininga e entrou em contato com a pessoa. Porém, não foi informado o endereço corretamente para ela.

“Não quiseram me informar o endereço, mas como sabia o bairro consegui descobrir que a casa onde meu cachorro estava ficava uma quadra da minha. Fui até lá e os moradores me contaram várias histórias. Uma hora disseram que tinham ganhado o cachorro ainda filhote, outra hora que o irmão de um deles quem achou. Eu falei que era meu e que tinha criança pequena que sofria pelo animal. Mas não quiseram devolver”, afirma.

Resgate

Após negar a devolução várias vezes, Silmara foi até o 2º Distrito Policial e registrou um boletim de ocorrência por apropriação de coisa achada.

De acordo com o delegado Marcus Tadeu, o casal alegou que não queria devolver porque já tinha se apegado ao animal.

Um mandado de busca e apreensão foi expedido pela Justiça e os policiais conseguiram resgatar o cachorro da casa.

“A mulher chegou a ir com a Polícia Militar e nada. Foi então que um mandado de busca e apreensão foi expedido e uma equipe foi até a casa, onde o cachorro foi resgatado e devolvido à dona durante o cumprimento do mandado”, diz o delegado.

Ainda segundo Tadeu, o casal poderá responder pelo crime de apropriação de coisa achada e o caso será investigado.

‘Foi algo de Deus’

Para Silmara, é inacreditável ter encontrado o Gordo após um ano.

“Foi algo de Deus eu ter visto aquele anúncio. Dias antes tínhamos perdido nossa cachorrinha. E o Gordo estava sumido. Minha filha estava tão triste. Até que vi o anúncio e encontrei nosso animal. Estamos muito felizes. Não tem nem o que dizer”, finaliza.

G1